Arquivo mensal: março 2015

5 Certificações TOP essenciais para 2015. Escolha a sua!!!

5 Certificações Top para 2015

Segue uma excelente artigo do PluralSight sobre as áreas que estarão em alta neste ano que se iniciou. Aproveite e ingresse em uma área para estar com o currículo atualizado, os conhecimentos técnicos em dia e para se tornar o alvo de empresas e headhunters.

5 top certificações de TI em 2015

Várias pesquisas salariais indicam 2015 poderia ser um grande ano para os profissionais de TI, com móvel, segurança e dados grandes que representam alguns dos maiores e mais ardentemente procurado degraus sobre o salário-escada. As organizações estão adotando a nuvem como nunca antes, à procura de maneiras de integrar serviços baseados em nuvem em seus ambientes ou para migrar aplicativos para a nuvem. Quase toda organização precisa de administradores de sistemas altamente qualificados e competentes para manter os usuários de infra-estrutura e de apoio, profissionais de rede para garantir que todas as conexões certas são feitas, e organizados gestores que supervisionam projetos do berço ao túmulo.

Eu tenho blogs sobre as certificações e conversando com motores da indústria e shakers há anos, bem como orientar os recém-chegados na direção certa. Eu também vasculhar regularmente principais sites de anúncio de trabalho e fóruns de certificação para descobrir exatamente o que os empregadores estão procurando sobre certificações. Recentemente eu comecei a interagir com algumas comunidades on-line ativos também. E agora, como um follow-up para as certificações mais valiosas do pluralsight em 2013, listo as minhas escolhas para os cinco principais certificações de TI para ganhar em 2015.

A principal coisa a ter em mente é que, se o seu trabalho exige certificação em uma ferramenta ou tecnologia específica, ou se a ganhar que a certificação vai ajudar o seu currículo destacam-se, é inteligente para investir tempo e dinheiro para alcançá-lo. Dito isto, muitas certificações neste post são entradas duplas; isto é, um certificado de nível mais baixo e o seu companheiro de nível superior. Nestes casos, se você não está indo para obter a credencial sênior, não se preocupe com a credencial de lead-in, a menos que você tenha uma boa razão para fazê-lo.

Aqui estão as minhas escolhas para os cinco principais certificações de TI, listados em ordem decrescente:

5. MCSA (Microsoft Certified Solutions Associate) / MCSE (Microsoft Certified Solutions Expert)
O MCSA é a certificação da Microsoft de nível médio de TI voltada para administradores de sistemas que suportam os computadores servidores e desktop da Microsoft, bem como SQL Server e Office 365. Ele também é necessário para ganhar o MCSE, uma certificação de nível avançado que vem em diversos sabores: Servidor Infra-estrutura, Desktop Infrastructure, Nuvem Privada, dispositivos da empresa e Apps, Plataforma de Dados, Business Intelligence, Messaging, Comunicação e SharePoint. Ambos os certs estão em bastante alta demanda, especialmente o MCSA: Infrastructure Server, MCSE: Infrastructure Server, MCSE: Private Cloud e MCSE: Messaging. Um MCSE pode esperar um salário na faixa de US $ 50.000 para mais de $ 130.000, dependendo da sua especialidade e localização.

4. CCNA (Cisco Certified Network Associate) / CCNP (Cisco Certified Network Professional)
A maioria dos centros de dados, que são a base de muitas nuvens públicas e privadas, executar totalmente ou em parte com equipamentos de rede Cisco. Ganhando certificação Cisco hoje em dia é praticamente um dado para os profissionais que querem validar suas habilidades de rede. O CCNA é um trampolim para o CCNP, que é líder credencial de nível médio da Cisco. A grande coisa sobre a realização do CCNP é que você pode se especializar em uma ou mais áreas de especialização: centro de dados, roteamento e switching, segurança, prestador de serviços, operações de prestadores de serviços, de voz ou sem fio. A faixa de salário típico de um CCNP é de R $ 70.000 para mais de US $ 150.000, dependendo da organização e localização.

3. CISSP (Certified Information Systems Security Professional)
Com a recente infinidade de crimes cibernéticos e ameaças internas organizações que enfrentam, com profissionais de segurança de pessoal é comum. O CISSP é uma das certificações de segurança mais procurados hoje em dia, tanto por parte dos empregadores e empregados, com peritos qualificados snagging salários de US $ 80.000 a US $ 160.000. O programa CISSP é mantido pelo Consórcio Internacional de Certificação de Segurança de Sistemas de Informação, ou (ISC) 2, o que exige que os candidatos tenham, pelo menos, cinco anos de experiência antes de tentar o exame de certificação. A CISSP é tipicamente um tomador de decisão que desenvolve políticas e procedimentos de segurança e guias de outros em execução e acompanhamento deles para proteger os sistemas de uma organização e de informações. Essa credencial aparece com destaque em anúncios de emprego e levantamentos do fórum, e deve continuar fazendo tão bem para o futuro.

2. VCP (VMware Certified Professional) / VCIX (VMware Certified Especialista Implementação)
VMware é líder no fornecimento de tecnologia de virtualização, principalmente para os centros de dados, e a VCP é a certificação de nível profissional da VMware. Ele serve como um pré-requisito para o nível avançado VCIX, bem como outros certs VMware. Embora a VCP é oferecido através de múltiplas faixas, a credencial VCP-DCV (Data Center Virtualization) é o mais popular e é um dispositivo elétrico na maioria dos anúncios de emprego relacionadas com a virtualização. O VCIX de alto nível é um recém-chegado ao programa VMware, substituindo o VMware Certified Advanced Professional, ou VCAP. O VCIX enfoca o projeto VMware NSX, implementação e técnicas de administração avançadas, e é o último passo antes do topo-degrau VMware certs especialistas design. Os profissionais de TI interessados ​​em tecnologias de virtualização e de nuvem, e motivados para limpar uma série enorme de informações técnicas, poderia fazer muito pior do que ir atrás do VCIX.

1. PMP (Project Management Professional)
O gerenciamento de projetos é uma habilidade macia que tem desempenhado um papel importante e, por vezes, fundamental em todos os tipos de operações de TI há anos, moldando e formando projetos desde o início e vê-los até a sua conclusão. Compreender tudo isso, você não pode dar errado por ganhar uma certificação de gerenciamento de projetos. Um dos certs mais quentes nesta categoria é o PMP do Project Management Institute (PMI), que relata mais de 440 mil profissionais certificados. O PMP é uma credencial vendor-neutral que comanda um salário de R $ 80.000 a 160.000 dólares, e mostra-se bem mais de 10.000 ofertas de emprego em uma rachadura na maioria dos grandes sites de emprego de postar.

Menção Honrosa: Big data
Se esmaga grandes conjuntos de números e gestão de grandes quantidades de dados pouco estruturada é o seu emprego de sonho, você deve considerar a obtenção de um grande certificação de dados. Candidatos a Credencial dizer o CPA (Certified Professional Analytics) é definitivamente vale a pena perseguir, bem como Mining enormes conjuntos de dados certificado de pós-graduação da Universidade de Stanford. Outras boas certs nesta categoria incluem o Microsoft MCSE: Business Intelligence e Big Data Fundamentos da IBM.

Além disso, confira nosso artigo sobre os 10 mais quentes habilidades de TI em 2013 para mais maneiras de vamp até o seu currículo, e não deixe de ver a Certificação 101 guia Pluralsight TI para um melhor entendimento das certificações. E quando você está pronto para começar a preparar para a sua próxima certificação, confira nosso post sobre o auto-estudo em relação treinamento para ver qual o caminho que é melhor para você.

Para abrir o URL DO ARTIGO, de Um click here .


Seguir hum meta, CRIE UM Plano de Ação e Siga o Programa.

Sucesso!


Artigo em Inglês.5 top IT certifications in 2015

Several salary surveys indicate 2015 could be a big year for IT pros, with mobile, security and big data representing some of the higher and more hotly sought-after rungs on the salary-ladder. Organizations are embracing the cloud like never before, looking for ways to integrate cloud-based services into their environments or to migrate apps to the cloud. Nearly every organization needs highly skilled and competent systems administrators to maintain the infrastructure and support users, networking professionals to make sure all of the right connections are made, and organized managers who oversee projects from cradle to grave.

I’ve been blogging about certifications and talking to industry movers and shakers for years, as well as guiding newcomers in the right direction. I also regularly scour leading job posting sites and certification forums to find out exactly what employers are looking for regarding certifications. Recently I’ve started interacting with some active online communities too. And now, as a follow-up to Pluralsight’s most valuable certifications in 2013, I list my choices for the top five IT certifications to earn in 2015.

The main thing to keep in mind is that if your job requires certification on a specific tool or technology, or if gaining that certification will help your resume stand out, it’s smart to invest time and money to achieve it. That said, many certifications in this post are dual entries; that is, a lower-level cert and its higher-level companion. In these cases, if you’re not going to earn the senior credential, don’t bother with the lead-in credential unless you have a very good reason for doing so.

Here are my picks for the top five IT certifications, listed in descending order:

5. MCSA (Microsoft Certified Solutions Associate)/MCSE (Microsoft Certified Solutions Expert)
The MCSA is Microsoft’s mid-level IT certification aimed at systems administrators who support Microsoft server and desktop computers, as well as SQL Server and Office 365. It’s also required to earn the MCSE, an advanced-level certification that comes in several flavors: Server Infrastructure, Desktop Infrastructure, Private Cloud, Enterprise Devices and Apps, Data Platform, Business Intelligence, Messaging, Communication and SharePoint. Both certs are in fairly high demand, especially the MCSA: Server Infrastructure, MCSE: Server Infrastructure, MCSE: Private Cloud and MCSE: Messaging. An MCSE can expect a salary in the range of $50,000 to over $130,000, depending on their specialty and location.

4. CCNA (Cisco Certified Network Associate)/CCNP (Cisco Certified Network Professional)
Most data centers, which are the foundation of many public and private clouds, run wholly or in part with Cisco networking equipment. Earning Cisco certification nowadays is practically a given for networking professionals who want to validate their skills. The CCNA is a stepping-stone to the CCNP, which is Cisco’s leading mid-level credential. The great thing about achieving the CCNP is that you can specialize in one or more areas of expertise: data center, routing and switching, security, service provider, service provider operations, voice or wireless. A typical salary range for a CCNP is $70,000 to over $150,000, depending on the organization and location.

3. CISSP (Certified Information Systems Security Professional)
With the recent plethora of cybercrime and internal threats facing organizations, having security professionals on staff is commonplace. The CISSP is one of the most sought-after security certifications today, both by employers and employees alike, with qualified experts snagging salaries from $80,000 to over $160,000. The CISSP program is maintained by the International Information Systems Security Certification Consortium, or (ISC)2, which requires candidates to have at least five years of experience before attempting the certification exam. A CISSP is typically a decision maker who develops security policies and procedures, and guides others in implementing and following them to protect an organization’s systems and information. This credential figures prominently in job listings and forum surveys, and should continue doing so well into the future.

2. VCP (VMware Certified Professional)/VCIX (VMware Certified Implementation Expert)
VMware is a leading provider of virtualization technology, mainly for data centers, and the VCP is VMware’s professional-level certification. It serves as the prerequisite to the advanced-level VCIX as well as other VMware certs. Although the VCP is offered across multiple tracks, the VCP-DCV (Data Center Virtualization) credential is the most popular and is a fixture in most virtualization-related job listings. The high-level VCIX is a relative newcomer to the VMware program, replacing the VMware Certified Advanced Professional, or VCAP. The VCIX focuses on VMware NSX design, implementation and advanced administration techniques, and is the last step before the top-rung VMware design expert certs. IT professionals interested in virtualization and cloud technologies, and motivated to clear a huge raft of technical information, could do far worse than going after the VCIX.

1. PMP (Project Management Professional)
Project management is a soft skill that has played an important and sometimes pivotal role in all kinds of IT operations for years, shaping and forming projects from the start and seeing them through to completion. Understanding all that, you can’t go wrong by earning a project management certification. One of the hottest certs in this category is the PMP from the Project Management Institute (PMI), which reports over 440,000 certified professionals. The PMP is a vendor-neutral credential that commands a salary from $80,000 to $160,000, and shows up in well over 10,000 job listings at a crack on most major job posting sites.

Honorable mention: Big data
If crunching large sets of numbers and managing huge amounts of loosely structured data is your dream job, you should consider pursuing a big data certification. Credential seekers say the CPA (Certified Analytics Professional) is definitely worth pursuing, as well as Stanford’s Mining Massive Data Sets graduate certificate. Other good certs in this category include Microsoft’s MCSE: Business Intelligence and IBM’s Big Data Fundamentals.

Also, check out our article on the top 10 hottest IT skills in 2013 for more ways to vamp up your resume, and be sure to browse the Pluralsight IT Certification 101 guide for a better understanding of certifications. And when you’re ready to start prepping for your next certification, check out our post on self-study versus training to see which path is better for you.

Para abrir o URL do artigo, dê um clique aqui.

Criação de usuários Office 365

Para os iniciantes também para familiarizar no office 365 segue como criar usuários licenciados no Office 365

Eu irei postar vários destes.

Primeiro passo

Para criação dos usuários é bem prático e fácil. Clique no +

Segundo passo

Preencha os campos acima e na parte de senha você pode escolher uma senha fixa ou digitar uma senha padrão que a empresa pode utilizar.

Você pode colocar um e-mail fora da organização para controlar caso você controle via e-mail.

Caso você tenha mais de um plano seja E1 ou E3 ou planos Quiosques.

Segue vídeo com mesmo tema.

Pronto.

Usuário Criado

Espero ter ajudado.

EMC LENOVO Storage Small Businness

Passo a passo para ativação Storage Small Businness Lenovo px4-300d

Olá pessoal

Tive o prazer de realizar uma implantação de um Storage de pequeno porte com Tecnologia EMC, uma das melhores tecnologias de armazenamento.

O Storage de 8TB (Oito terabytes) pode lhe atender para serviços de pequenas e médias empresas.

Nesta implantação foi focada em Backup.

Dei ênfase em recursos de backup pois a empresa já tinha os recursos de Infraestrutura com Windows Server 2012.

A interface como você pode ver é bem simples e intuitiva e já tem um Wizard para facilitar a implantação.

No passo a passo criei o nome do servidor, mas os recursos são interessantes para quem quer utiliza-lo com Windows como mencionado acima, com Linux ou outros recursos como iSCSI, NIS/NFS, FTP e até recursos de Nuvem como AMAZON.

Pode ser utilizado na sua casa como Media Center ou no escritório para serviços de compartilhamento SAMBA ou com Active Directory.

Interface intuitiva como pode ver acima para vários recursos e muito fáceis de utilizar para quem já tem conceitos de redes e protocolos.

Como menciona anteriormente ele tem um fácil modo de configuração com um tur guiado para a implantação.

Após o tur você imediatamente pode iniciar as configurações de compartilhamentos e uso de cliente proprietários.

Fácil monitoramento e com aviso via e-mail. Ligação em sua própria Cloud com outro equipamento com replicação online.

Recurso online para arquivos via WEBDAV.

Administração de usuários com segurança com recurso local ou através de Single SIGN ON, Active Directory.

Tela de configuração do Active directory, Join com um ou mais domínios.

Ligação de backup direta com a ferramenta de backup da EMC Avamar líder de mercado.

Varios recursos como mencionei com AMAZON S3, ligação com HDS externos, recursos de backup locais e remotos.

Monte seu próprio Cloud com um ou mais equipamentos EMC para replicação online e backup-off-site. Ligação com IOS, ANDROID e Windows Phone.

Configuração fácil de rede.

Enfim, uma bela ferramenta para uso em pequenas e médias empresas.

Monte sua própria CLOUD, monte seu volume iSCSI e outros excelentes recursos.

Minha recomendação é que se você não tem um grande investimento, eu indico este equipamento de Storage excelente para quem está começando e não quer gastar direto com Cloud e quer montar a sua própria NUVEM.

Espero que gostem deste POST.

SendGrid Ferramenta muito boa para envio de email em massa na Nuvem Azure

Como enviar emails usando o SendGrid com o Azure

Pessoal este procedimento é valido pois no Azure ainda não estão adotando serviços de relay com Exchange Server 2013 pois entra em concorrência com o Office 365.

Eu desenhei várias soluções de office 365 e Exchange 2013 e realmente no Azure é possível adotar solução pronta para envio de email em massa.

Recomendo esta solução e testei este ambiente.

Licença valida para clientes que adoratam as licenças do Azure direto na internet.

OBS: Quem contratou Licenças Enterprise aqui no Brasil com parceiros não é possível utilizar, somente em outra tenant do Azure.

Este guia demonstra como executar tarefas comuns de programação com o serviço de email SendGrid no Windows Azure. Os exemplos são escritos em código C# e utilizam a API .NET. Os cenários abordados incluem a construção de emailenvio de emailadição de anexos e o uso de filtros. Para obter mais informações sobre o SendGrid e o envio de emails, consulte a seção Próximas etapas.

Sumário

O que é o serviço de email SendGrid?
Criar uma conta do SendGrid
Referência à biblioteca de classes do .NET do SendGrid
Como: Criar um email
Como: Enviar um email
Como: Adicionar um anexo

 

O que é o serviço de email SendGrid?

O SendGrid é um serviço de e-mail baseado em nuvem que oferece entrega de e-mail transacional, escalabilidade e análise em tempo real confiáveis com APIsflexíveis que facilitam a integração personalizada. Os cenários comuns de uso do SendGrid incluem:

  • Envio automático de recibos para os clientes.
  • Administração de listas de distribuição para envio mensal de panfletos eletrônicos e ofertas especiais aos clientes.
  • Coleta de métricas em tempo real para, por exemplo, email bloqueado e capacidade de resposta do cliente.
  • Geração de relatórios para ajudar a identificar as tendências.
  • Encaminhamento de consultas dos clientes.
  • Processamento de emails de entrada.

    Para obter mais informações, consulte https://sendgrid.com.

    Criar uma conta do SendGrid

    Os clientes do Azure podem desbloquear 25.000 emails livres por mês. Esses 25.000 e-mails mensais gratuitos lhe darão acesso a uma emissão avançada de relatórios e análises e a todas as APIs (Web, SMTP, Evento, Análise, Subsistema de usuário). Para obter informações sobre os serviços adicionais fornecidos por SendGrid, consulte a página Recursos do SendGrid.

    Para se inscrever em uma conta do SendGrid

  1. Faça logon no Portal de Gerenciamento do Azure.
  2. No painel inferior do portal de gerenciamento, clique em Novo.


  3. Clique em Marketplace.


  4. Na caixa de diálogo Escolher um aplicativo e serviço, selecione SendGrid e clique na seta à direita.
  5. Na caixa de diálogo Personalizar aplicativo e serviço, selecione o plano do SendGrid no qual você deseja se inscrever.
  6. Digite um nome para identificar o serviço de SendGrid nas suas configurações do Azure ou use o valor padrão deSendGridEmailDelivery.Simplified.SMTPWebAPI. Os nomes devem ter entre 1 e 100 caracteres e conter somente caracteres alfanuméricos, traços, pontos e caracteres de sublinhado. O nome deve ser exclusivo na sua lista de itens inscritos da Azure Store.


  7. Escolha um valor para a região; por exemplo, oeste dos Estados Unidos.
  8. Clique na seta à direita.
  9. Na guia Revisar Compra, revise o plano e as informações sobre preços, bem como os termos legais. Se você concordar com os termos, clique na marca de seleção. Depois que clicar na marca de seleção, sua conta do SendGrid iniciará o processo de provisionamento do SendGrid.


  10. Depois de confirmar sua compra, você será redirecionado para o painel de complementos e verá a mensagem Compra de SendGrid.


    Sua conta do SendGrid será provisionada imediatamente e você verá a mensagem SendGrid de complemento adquirido com êxito. Sua conta e as credenciais serão criadas agora. Você está pronto para enviar emails neste ponto.

    Para modificar o plano de assinatura ou consultar as configurações de contato do SendGrid, clique no nome do serviço do SendGrid para abrir o painel SendGrid Marketplace.


    Para enviar um email usando o SendGrid, você deve fornecer suas credenciais de conta (nome de usuário e senha).

    Para localizar suas credenciais do SendGrid

  11. Clique em Informações de Conexão.


  12. Na caixa de diálogo Connection info, copie a Senha e o Nome de usuário para usar neste tutorial posteriormente.


    Para definir suas configurações de entrega de email, clique no botão Gerenciar. Isso abrirá a interface da Web do Sendgrid.com, onde você poderá fazer logon e abrir o Painel de Controle do SendGrid.


    Para obter mais informações sobre como começar com o SendGrid, consulte Começar com o SendGrid.

    Referência à biblioteca de classes do .NET do SendGrid

    pacote NuGet do SendGrid é a maneira mais fácil de obter a API do SendGrid e para configurar seu aplicativo com todas as dependências. O NuGet é uma extensão do Visual Studio incluído com o Microsoft Visual Studio 2012 que facilita a instalação e a atualização de bibliotecas e ferramentas.

    OBSERVAÇÃO

    Para instalar o NuGet se você estiver executando uma versão do Visual Studio anterior ao Visual Studio 2012, visite http://www.nuget.orge clique em Instalar NuGet .

    Para instalar o pacote NuGet do SendGrid no seu aplicativo, faça o seguinte:

  13. No Gerenciador de Soluções, clique com o botão direito em Referências e, em seguida, clique em Gerenciar Pacotes NuGet.
  14. No painel esquerdo da caixa de diálogo Gerenciar Pacotes NuGet, clique em Online.
  15. Procure SendGrid e selecione o item SendGrid na lista de resultados (a versão atual é 5.0.0).


  16. Clique em Instalar para concluir a instalação e, em seguida, feche essa caixa de diálogo.

    A biblioteca de classes do .NET do SendGrid é denominada SendGridMail. Ela contém os seguintes namespaces:

  • SendGridMail para criar e trabalhar com itens de email.
  • SendGridMail.Transport para enviar email usando o protocolo SMTP ou o protocolo HTTP 1.1 com Web/REST.

    Adicione as declarações de namespace de código a seguir à parte superior de qualquer arquivo em que queira acessar o serviço de email SendGrid de forma programada. System.NET e System.Net.Mail são namespaces do .NET Framework que estão incluídos porque eles incluem tipos que você normalmente usará com as API do SendGrid.

    using
    System;

    using
    System.Net;

    using
    System.Net.Mail;

    using
    SendGrid;

    Como: Criar um email

    Use o método SendGrid.GetInstance estático para criar uma mensagem de email do tipo SendGrid. Quando a mensagem for criada, você poderá usar as propriedades e os métodos do SendGrid para definir valores incluindo o remetente do email, o destinatário do email e o assunto e o corpo do email.

    O exemplo a seguir demonstra como criar um objeto de email totalmente preenchido:

    // Create the email object first, then add the properties.

    var myMessage = new
    SendGridMessage();

    // Add the message properties.

    myMessage.From = new
    MailAddress(“john@example.com”);

    // Add multiple addresses to the To field.

    List<String> recipients = new
    List<String>

    {

    @“Jeff Smith <jeff@example.com>”,

    @“Anna Lidman <anna@example.com>”,

    @“Peter Saddow <peter@example.com>”

    };

    myMessage.AddTo(recipients);

    myMessage.Subject = “Testing the SendGrid Library”;

    //Add the HTML and Text bodies

    myMessage.Html =

    Hello World!

    ;

    myMessage.Text = “Hello World plain text!”;

    Para obter mais informações sobre todas as propriedades e métodos com suporte do tipoSendGrid, consulte sendgrid-csharp no GitHub.

    Como: Enviar um email

    Após criar uma mensagem de email, você poderá enviá-la usando a API da Web fornecida pelo SendGrid. Alternativamente, você pode usar a compilação do .NET na biblioteca.

    O envio de email requer que você forneça suas credenciais de conta do SendGrid (nome de usuário e senha). O código a seguir demonstra como encapsular suas credenciais em um objeto NetworkCredential:

    // Create network credentials to access your SendGrid account

    var username = “your_sendgrid_username”;

    var pswd = “your_sendgrid_password”;

    /* Alternatively, you may store these credentials via your Azure portal

    by clicking CONFIGURE and adding the key/value pairs under “app settings”.

    Then, you may access them as follows:

    var username = System.Environment.GetEnvironmentVariable(“SENDGRID_USER”);

    var pswd = System.Environment.GetEnvironmentVariable(“SENDGRID_PASS”);

    assuming you named your keys SENDGRID_USER and SENDGRID_PASS */

    var credentials = new
    NetworkCredential(username, pswd);

    Os exemplos a seguir mostram como enviar umamensagem usando a API da Web.

    // Create the email object first, then add the properties.

    SendGridMessage myMessage = new
    SendGridMessage();

    myMessage.AddTo(“anna@example.com”);

    myMessage.From = new
    MailAddress(“john@example.com”, “John Smith”);

    myMessage.Subject = “Testing the SendGrid Library”;

    myMessage.Text = “Hello World!”;

    // Create credentials, specifying your user name and password.

    var credentials = new
    NetworkCredential(“username”, “password”);

    // Create an Web transport for sending email.

    var transportWeb = new
    Web(credentials);

    // Send the email.

    // You can also use the **DeliverAsync** method, which returns an awaitable task.

    transportWeb.Deliver(myMessage);

    Como: Adicionar um anexo

    É possível adicionar anexos a uma mensagem, chamando o método AddAttachmente especificando o nome e o caminho do arquivo que você deseja anexar. Você pode incluir vários anexos chamando esse método uma vez para cada arquivo que deseja anexar. O exemplo a seguir demonstra como adicionar um anexo a uma mensagem:

    SendGridMessage myMessage = new
    SendGridMessage();

    myMessage.AddTo(“anna@example.com”);

    myMessage.From = new
    MailAddress(“john@example.com”, “John Smith”);

    myMessage.Subject = “Testing the SendGrid Library”;

    myMessage.Text = “Hello World!”;

    myMessage.AddAttachment(@“C:\file1.txt”);

    Você também pode adicionar anexos a partir do fluxo de dados. Isso pode ser feito ao chamar o mesmo método acima, AddAttachment, mas passando no Fluxo dos dados, e o nome do arquivo que você quer mostrar na mensagem. Nesse caso, você precisará adicionar a biblioteca System.IO.

    SendGridMessage myMessage = new
    SendGridMessage();

    myMessage.AddTo(“anna@example.com”);

    myMessage.From = new
    MailAddress(“john@example.com”, “John Smith”);

    myMessage.Subject = “Testing the SendGrid Library”;

    myMessage.Text = “Hello World!”;

    using (var attachmentFileStream = new
    FileStream(@“C:\file.txt”, FileMode.Open))

    {

    myMessage.AddAttachment(attachmentFileStream, “My Cool File.txt”);

    }

    Como: Usar aplicativos para habilitar rodapés, rastreamento e análise

    O SendGrid fornece a funcionalidade adicional de email por meio do uso de aplicativos. Essas são as configurações que podem ser adicionadas a uma mensagem de email para habilitar uma funcionalidade específica, como habilitar rastreamento de clique, Google analytics, rastreamento de assinatura e assim por diante. Para obter uma lista completa de aplicativos, consulte Configurações do aplicativo.

    É possível aplicar filtros às mensagens de email do SendGrid usando os métodos implementados como parte da classe do SendGrid.

    Os exemplos a seguir demonstram os filtros de rodapé e de rastreamento de cliques:

    Rodapé

    // Create the email object first, then add the properties.

    SendGridMessage myMessage = new
    SendGridMessage();

    myMessage.AddTo(“anna@example.com”);

    myMessage.From = new
    MailAddress(“john@example.com”, “John Smith”);

    myMessage.Subject = “Testing the SendGrid Library”;

    myMessage.Text = “Hello World!”;

    // Add a footer to the message.

    myMessage.EnableFooter(“PLAIN TEXT FOOTER”,

    HTML FOOTER

    );

    Rastreamento de cliques

    // Create the email object first, then add the properties.

    SendGridMessage myMessage = new
    SendGridMessage();

    myMessage.AddTo(“anna@example.com”);

    myMessage.From = new
    MailAddress(“john@example.com”, “John Smith”);

    myMessage.Subject = “Testing the SendGrid Library”;

    myMessage.Html =

    Hello World Link!

    ;

    myMessage.Text = “Hello World!”;

    // true indicates that links in plain text portions of the email

    // should also be overwritten for link tracking purposes.

    myMessage.EnableClickTracking(true);

    Como: Usar serviços adicionais do SendGrid

    O SendGrid oferece API e Ganchos da web baseados na web, que você pode usar para aproveitar a funcionalidade adicional do SendGrid do aplicativo do Azure. Para obter detalhes completos, consulte a Documentação da API do SendGrid.

    Próximas etapas

    Agora que você já conhece os princípios do serviço de email do SendGrid, acesse estes links para saber mais.

  • Repositório de biblioteca C# do SendGrid: sendgrid-csharp
  • Documentação da API do SendGrid: https://sendgrid.com/docs
  • Oferta especial do SendGrid para clientes do Azure: https://sendgrid.com

Google oferece 60 dias gratuitos de teste da Cloud Platform e crédito de 300 dólares

Hoje o Google está em fase de expansão.

É uma ótima oportunidade para testar estes amientes e fazer comparações com os concorrentes.

Sabemos que quando o Google entra em algum negócio ele entra de cabeça.

Então vamos testar.

image

http://info.abril.com.br/noticias/ti/2015/03/google-oferece-60-dias-gratuitos-de-teste-da-cloud-platform-e-credito-de-300-dolares.shtml

Cloud e Virtualização, tudo junto e misturado. Meu ponto de vista.

cloud-computing1

Olá pessoal

Uma visão técnica comercial sobre computação em nuvem que muitos gerente me perguntam é:
Eu acesso de qualquer lugar?
Está disponível a qualquer horário?
Quando eu precisar aumentar quanto tempo está entregue?
Muita gente confunde CLOUD (Computação em Nuvem) com virtualização.
Apesar de os dois caminharem juntos tem muita diferença.
Eu vou passar um exemplo REAL que aconteceu comigo:
Meu cliente estava hospedado em um fornecedor A que vendeu a ele CLOUD.
O cliente precisou crescer por que a aplicação dele teria quer ter durante pelo menos 10 dias uma campanha de marketing que sua aplicação iria sofrer muitos acessos.
Resumo: O fornecedor vendeu para ele uma maquina virtual para ele que não tinha (ELASTICIDADE) para crescer e depois voltar a usar o seu uso normal.
Então um dos princípios de Cloud Computing é ELASTICIDADE, crescer quando você quer e como você quer sem que tenha nenhum suporte ou configuração e depois não utilizar e voltar a vida e ciclo normal de trabalho.
Muitas empresas estão vendendo GATO por LEBRE dizendo que está vendendo Cloud Computing e na verdade está vendendo espaço virtual.
O Azure da Microsoft, Amazon Services, o produto VMWARE CLOUD, para o pessoal do mundo Open Source a Openstack oferece elasticidade, disponibilidade e outras técnologias que vão te atender, dentre outras.
Ao escolher uma solução de Nuvem que vai te suprir tenha em mente que é 70% de planejamento e 30% de execução em um projeto.
Escolha uma consultoria que tenha conhecimento de migração e de planejamento que a execução tenha sucesso.
Este post do Fabio Hara resume um pouco sobre isso.
Acredito que gostem deste Post e podem mandar suas dúvidas e eu mesmo irei responder.
Espero que gostem.