Arquivo mensal: outubro 2015

Adicionar Tarefas do Sharepoint ao Outlook

Os aplicativos Microsoft hoje são todos integrados e facilita bastante a produtividade.

Neste tópico eu passarei como configurar tarefas do Sharepoint e Sharepoint Online.

Parto do pressuposto que você já tenha uma Site Collection Configurada (Celeções de Sites).

Temos 2 formas fáceis de inserir.

Acesse sua Site Colection (Coleções de Sites) edite a lista e vá no item “Conectar com o Outlook”

Bem fácil né?

Ele irá pedir para você instalar uma aplicação.

Depois disso as tarefas do Sharepoint ou Sharepoint Online estarão no seu Outlook.

Veja acima já configurado.

SEGUNDA FORMA.

Va em arquivo.

Clique em Configurações de Conta

Configurações de conta.

Va até a aba Listas do Sharepoint

Adicione o endereço de sua Site Collection e pronto, já aparecerá no seu Outlook.

Grupo de recursos ou Resource Groups e Tags para Billing Azure

Pessoal

O Portal Preview do Azure está mais do que na hora dos administradores estarem utilizando.

Mas o que vou passar, o que esta mais evidente é para quem tem uma empresa onde o billing é rateado entre departamentos.

Isso é mais do que normal dentro de uma empresa pois todos departamentos utilizam serviços de informática.

Com o advento da Nuvem complicou mais ainda as contas!!!!

Quando você tem serviços que as assinaturas são separadas ou você tem um contrato pai, e as outras assinaturas estão debaixo do contrato pai é fácil administrar os rateios, pois as maquinas, os serviços e os recursos seja do portal atual ou o preview é uma cobrança só.

Agora quando você tem conjunto de serviços, maquinas virtuais, e outros serviços aglomerados dentro de uma organização fica complicado separar os valores para realizar rateios.

Veja o Billing abaixo com grupo de recursos do portal atual.

Veja o portal atual

Veja o portal preview

Ele é muito mais intuitivo e ele reúne tudo que você precisa em relação a um recurso que você estará criando.

Exemplo: Ao criar uma máquina virtual você tem 2 opções de criação, Maquinas virtuais clássicas que você terá a visão no portal atual e no novo portal e Maquina virtual que é o novo grupor de recursos (Resources Groups).

A recomendação é agora criar tudo pelo novo portal e no menu maquinas virtuais, principalmente pelo fato de ter uma visão melhor e melhor ainda na divisão que eu disse acima no rateamento financeiro departamental.

Mas por que Fábio?

No grupo de recurso você pode inserir TAGS nas criações das maquina identificando elas no billing.

Convido a todo administrador ou arquiteto de solução a ler este link https://azure.microsoft.com/en-us/documentation/articles/resource-group-using-tags/

OS grupo de recursos te da uma visão mais completa de que você está usando como Maquina virtual, HD, blobstorage, e outros recursos conjuntos.

Veja acima que você tem uma visão ampla e total de todos recursos que está usando do ponto de vista técnico.

Veja também que na hora do rateamento na assinatura é muito mais fácil pois a maquina você pode tagear com o nome do departamento.

Ao gerar a planilha veja abaixo:

A última tabela gera o nome da bendita máquina, recurso ou outros recursos, e te dá uma visão melhor dos gastos do Azure em relação ao rateio e divisão financeira entre os departamentos.

Eu fiz está mistura de técnico com negócio por que a parte técnica sempre que mais é fazer a parte técnica mesmo e esquece da parte que paga o que o administrador faz.

Com inteligência a palavra que nós ouvimos bem hoje “Sabendo usar, não vai faltar”, vale para os administradores de nuvem, que não é só criar, é criar com inteligência.

Para quem desenvolve a visão é mais ampla ainda e o grupo de recurso é mais completo.

Veja que a visão ampla do uso de um serviço de armazenamento blobstorage é muito mais fácil na hora de aumentar um recurso e diminuir.

E no fim ainda o billing você terá a visão do que aquele departamento está utilizando.

Use o novo portal e use os novos recursos, isso lhe trata mais visão e mais organização financeira.

Espero ter ajudado.

Obrigado

Azure Cloud Switch – A Distro Linux da Microsoft

Eu trabalhei e ainda trabalho não de forma direto com distribuições linux e aprendi muito, mas muito conhecendo e navegando em distribuições linux.

micrsoft-linux-distro

Eu compreendo até melhor Microsoft hoje graças ao conhecimento que adquiri em linux, como distribuições Red Hat, Debian, Suse, Ubuntu e outras em larga escala de trabalho em Datacenter.

Mas eu nunca ia dizer que a Microsoft iria anunciar sua própria distribuição linux. Azure Cloud Switch, isso mesmo a Distro Linux da própria Microsoft.

Muitos aficionados irão entortar ou fazer cara feia e também profissionais Microsoft irão entortar o pescoço com o famoso preconceito ou outro corporativismo.

Pessoal sem preconceito, hoje o mundo da informatica mudou muito e esta muito convergente, o profissional que aprende os 2 lados tem uma vantagem grande no mercado. Vai por mim, eu sou experiencia disso.

A plataforma desenvolvida não irá atingir o consumidor final, só corporações.

A razão maior é por causa dos hardwares como CISCO, HP, AVAYA, Juniper estarem altamente caros e os serviços de Claud obviamente sairiam muito caros.

Para baratear “Linux na cabeça” desenvolveram a plataforma de SWITCH para nuvens hibridas e melhoria de performance e trafego mais rápido com distro linux. Ainda não descobri a plataforma, mas devem estar desenvolvendo em plataformas homologadas como Suse já que a plataforma REDHAT ainda não está homologada no Azure, mas roda lindamente o CENTOS.

A Arquitetura segue abaixo:

109303.181701-Azure-Cloud-Switch

Não diferente de outras empresas o Facebook tinha um contrato gigante com Hardwares CISCO e também trocou e desenvolveu o seu próprio switch reduzindo em mais de 1Bilhão em custos com hardwares com terceiros.

Veja a matéria na integra: http://www.computerworld.com.pt/2014/06/19/facebook-desenvolve-o-seu-proprio-switch-para-centro-de-dados/

No site do Facebook o projeto é aberto: https://code.facebook.com/posts/681382905244727/introducing-wedge-and-fboss-the-next-steps-toward-a-disaggregated-network/

As grandes também querem economizar para oferecerem serviços de qualidade, com convergencia de desenvolvimento, pois há muitas linguagens de programação ricas e se não andar junto no mercado também os grandes ficam para traz.

Isto é uma excelente iniciativa das grandes de reconhecerem que o linux não é daqueles adolescentes aficionados e sim de engenheiros inteligentes.

Fica a dica, preconceito entre geeks também existe mas isso está mudando.

Espero que gostem.

Abraços

Passo a passo para migração de File Server para Sharepoint.

Pessoal

Post recente do site Learning Sharepoint com informações muito relevantes sobre migração de dados File Server para um Sharepoint.

Fiz um Lab e funciona corretamente, está bem completo e recomendo a leitura.

http://www.learningsharepoint.com/2015/09/22/step-by-step-migrate-files-to-sharepoint-online-office-365-import-service/

Fica a dica muito boa.

Até mais

Conacloud 2015

Pessoal

Este ano eu irei palestrar sobre Nuvem Azure que está cheia de novidades.

cona3

O Conacloud é um evento muito democrático que te da uma semana cheia de recursos técnicos de eventos do tema Cloud por uma semana e gratuito. De 09 a 13 de Novembro de 2015

cona2

Se inscreva no site http://www.conacloud.com.br e não perca as palestras.

cona1

cona

Agradecimento ao convite do Sandro organizador do evento.

Valeu.

OFFICE 2016

Semana passada dia 22 foi o lançamento.

image

Veja os preços.  Vale a pena.

Quem já utiliza o Office 365 já está disponível.

https://tecnoblog.net/185542/office-2016-365-preco-brasil/