Modelos de migração IaaS para Azure parte 01

Olá pessoal

Muita gente tem dúvida ou quer ter ideia de como levar seus, servidores, workloads e apps locais para nuvem.

Pois bem, o maior desafio e um administrador ou gestor é levantar informações para apresentar ao seu superior o investimento em capex que vai utilizar pelo menos nos próximos 5 anos.

Dependendo do levantamento o valor mesmo diluído pode até passar mais de 5 anos pagando seu capex através de financiamentos e o que investiu depreciou.

Isso é um tormento por que passa os 5 anos e novamente seu parque de hardware e software está ultrapassado.

E vai além por que dependendo do tempo você estende para mais tempo perdendo até em conhecimento e atualização de capacidade do time de TI.

A nuvem traz capacidade de investimento baixo inicial, capacidade de crescimento rápido, sazonalidade e elasticidade.

A orientação que estamos passando independe de nuvem e neste post irei mostrar como podemos decidir levar seus insumos para o Azure.

Normalmente o cliente quer levar “AS IS”, ou seja quer levar do jeito que é seu parque.

Mas para otimizar e melhorar o uso e adoção para jornada para nuvem o aconselhamento é analisar o quanto cada servidor ou aplicação está consumindo.

Quando você trabalhava com seu ambiente de hardware puro você avaliava o quanto sua aplicação estava consumindo e comprava um hardware com o dobro da capacidade para manter o ambiente com performance e espaço.

Depois veio a era da virtualização e já melhorou e deu disponibilidade de o ambiente ser migrado para outro ambiente de host com mais flexibilidade e rapidez de transferência de um host para o outro. Não se preocupando muito com o tamanho da máquina e mantendo ainda performance e espaço.

Com o advento da nuvem recebemos o boom da transformação e avaliar realmente o que pode ser feito e avaliar em detalhes o que o seu servidor esta consumido em alguns pilares:

  1. CONSUMO DE PROCESSAMENTO
  2. CONSUMO DE MEMORIA
  3. CONSUMO DE ESPAÇO EM DISCO
  4. CONSUMO DE I/O DE DISCO
  5. CONSUMO DE BANDA

Estes 5 pilares te credenciam preferencialmente em ambiente Iaas (Infraestrutura como serviço) a garantir que você terá um custo baixo com boa performance.

Para isso irei mostrar 2 ferramentas que você pode utilizar para avaliar ir para nuvem com saúde e performance.

Microsoft Azure Virtual Machine Readiness Assessment.

Esta ferramenta lhe traz um relatório e lista de verificação bem detalhado de Workloads e Servidores que estão prontos e gabaritados para nuvem Azure.

Para baixar esta ferramenta clique neste link https://go.microsoft.com/fwlink/?LinkId=391029&clcid=0x416

Instale a ferramenta que é bem simples e siga os passos.

Aguarde a instalação finalizar.

Ferramenta finalizada agora vamos analisar.

A ferramenta permite que eu faça analise de um ambiente Active Directory, SQL Server e Sharepoint.

Ele checa requisitos do ambiente para que você possa coletar de forma correta.

Alguns requisitos de banda são necessários para a analise.

Requisitos de Firewall são necessários para que a ferramenta possa analisar de forma correta.

Requisitos de localidade são importantes para que sejam criados ambiente no Azure.

Muito importante informa se o ambiente é de produção, dev ou teste.

Importante se o que você irá levar para o Azure será dados ou a imagem VHD e se os requisitos cobrem a levar imagem de sua máquina virtual ou física local.

Como mencionei acima é importante se a sua aplicação tem participação no uso de I/O de disco para que seja escolhido de forma correta os modelos de maquinas no Azure.

Se seu ambiente tem DR (Disaster Recover)

Neste caso está sendo coletado dados de um ambiente de Active Directory.

Finalizado irá gerar um relatório.

Salve em um diretório onde possamos ver o relatório de laboratório.

O relatório eu coloquei neste link para ser analisado que é montado um template com informações do Active Directory e através dele é possível informações de objetos de dados de servidores da sua rede.

Baixe aqui https://1drv.ms/w/s!An-dPolj_Ee_g5Qw45EZwP5FkwkErg

Fique ligado no próximo post

Até mais

Anúncios

Sobre Fabio Silva

MVP Microsoft Azure - Entusiasta Office 365 Profissional apaixonado por tecnologia. Perfil generalista mas com profundo conhecimento em varias tecnologias. Mais de 10 anos de skill em ambientes Linux Analista Senior realizando trabalhos: Comunicação unificada Lync 2013, Sharepoint 2013, Exchange 2013, Vmware e Windows 2012 preparado para nuvem, hibrida e on-premisses. Comunicação unificada Lync 2013, Sharepoint 2013, Exchange 2013, Vmware e Windows 2012 preparado para nuvem, hibrida e on-premisses. Implantação de comunicação unificada e mensageria Lync 2013 e Exchange 2013 na empresa Penso Tecnologia. Itcore Consultor Senior em todas soluções Microsoft e Virtualização. Consultor Microsoft e Linux Senior De Julho de 2012 a Março de 2013 Consultor Microsoft e Linux Senior De Maio de 2012 a Setembro de 2012 Tecban (Técnologia Bancaria) Auditor de Sistemas Pleno Março de 2012 a Maio de 2012 Analista de TI Senior Março de 2011 a Março de 2012 Analista de infra-estrutura de redes e desenvolvimento Maio 2007 a Março de 2011 Analista de Redes Março de 2005 a Maio de 2007 Integradora THS Área de Suporte CPD Janeiro de 2004 a Janeiro de 2005 Especializações: Certificado Microsoft Windows 2003, Certificado Zimbra Network Edition, Certificado Sonicwall. Especialização em Messageria Exchange 2007 e 2010. Especialização em Linux

Publicado em 27 de abril de 2017, em Azure, Cloud, DEVOPS, Virtualização e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: