Arquivos do Blog

AWS OUTPOSTS

AWS fornece serviços onpremisses

AWS fornece serviços on-prem disponíveis no lançamento

Os serviços suportados localmente nos novos AWS Outposts incluirão clusters Amazon ECS e Amazon EKS para aplicativos baseados em contêiner, clusters Amazon EMR para análise de dados e instâncias Amazon RDS para serviços de banco de dados relacional quando o Outposts for lançado ainda este ano.

O Amazon SageMaker e o Amazon MSK estão entre outros serviços que se seguirão logo depois, de acordo com Matt Garman, vice-presidente de serviços de computação da Amazon Web Services.

O AWS Outposts totalmente gerenciado, que basicamente estende uma região da AWS aos próprios datacenters dos clientes, foi anunciado na conferência AWS re: Invent em novembro passado. Ele incluirá duas versões, o VMware Cloud on AWS Outposts e a versão nativa do AWS Outposts .

O AWS Outposts permite que os clientes usem serviços, infraestrutura, interfaces de programação de aplicativos (APIs) nativas da AWS e outras ferramentas em suas instalações locais, com hardware de data center integrado que é executado nos ambientes VMware ou nativos da AWS. O novo serviço totalmente gerenciado foi projetado para executar aplicativos com baixa latência e requisitos de processamento de dados locais.

Os clientes podem usar o AWS Outposts para iniciar uma variedade de instâncias do Amazon EC2 – C5, M5, R5, I3en e G4, com ou sem opções de armazenamento local – e volumes do Amazon Elastic Block Store localmente, de acordo com Garman.

“Você pode usar a conectividade privada com seus buckets do Amazon S3 ou tabelas do Amazon DynamoDB na região pública”, escreveu Garman em um post de blog ontem, que oferece mais clareza no Outposts. “As ferramentas da Amazon também funcionarão com os Outposts. As chamadas de API serão registradas via CloudTrail automaticamente, e os modelos existentes do CloudFormation funcionarão. Quando a AWS lança novas inovações, elas trabalham com os Outposts para que os clientes sempre possam tirar proveito das mais recentes tecnologias. ”

A AWS recusou-se a nomear clientes ou parceiros com acesso antecipado a Outposts, mas Garman citou “imenso” interesse do cliente como parte de suas estratégias de nuvem híbrida. A AWS está conversando com empresas de setores como saúde, serviços financeiros, manufatura, mídia e entretenimento e telecomunicações, disse ele.

“Um dos cenários mais comuns são os aplicativos que precisam de latência de um dígito em milissegundos para usuários finais ou equipamentos no local”, disse Garman. “Os clientes podem precisar executar cargas de trabalho intensivas em computação nos pisos de suas fábricas com precisão e qualidade. Outros têm aplicativos com uso intensivo de gráficos, como análise de imagem, que precisam de acesso de baixa latência a usuários finais ou cargas de trabalho intensivas em armazenamento que coletam e processam centenas de (terabytes) de dados por dia. ”

Um usuário antigo do Outposts não identificado está usando-o para controlar e operar equipamentos industriais em centenas de locais de trabalho em todo o mundo.

“Eles já executam aplicativos de tomada de decisão centralizados na AWS para identificar o trabalho a ser executado em qual site”, disse Garman. “O acesso previsível de baixa latência aos recursos locais de computação é essencial para que seus sistemas de controle locais gerenciem os materiais com suavidade e velocidade. Por exemplo, os sistemas de controle precisam processar fluxos de vídeo para detectar o produto na correia transportadora e executar um movimento robótico para direcionar o produto para o local certo. Seus sites também executam aplicativos de monitoramento de vídeo nos quais os dados capturados podem exceder a largura de banda disponível (quando) eles desejam realizar a codificação de vídeo no local. ”

Após conectar o Outpost desse cliente à região local mais próxima da AWS, a empresa tem controle total sobre sua rede virtual, incluindo a seleção de um intervalo de endereços de protocolo de Internet (IP), a criação de sub-redes e a configuração de tabelas de rotas e gateways de rede, de acordo com Garman.

“Com o Outposts, o cliente planeja padronizar as ferramentas no local e na nuvem e automatizar implantações e configurações em centenas de sites usando as mesmas APIs, as mesmas permissões IAM (gerenciamento de identidade e acesso), as mesmas AMIs EC2 (Amazon imagens de máquinas), os mesmos modelos do CloudFormation e os mesmos pipelines de implantação em todos os lugares ”, afirmou Garman.

Racks AWS Outpost

Os racks de data center de computação e armazenamento Outposts serão construídos com hardware projetado pela AWS. A AWS entregará, instalará, operará e monitorará a infraestrutura física dos postos avançados e fornecerá atualizações e patches automáticos.

Os racks, que são totalmente montados, incluem o mesmo hardware que a AWS usa em seus data centers de região pública. Eles têm 24 polegadas de largura, 48 polegadas de profundidade e 80 polegadas de altura e vêm com rodízios para manobrabilidade. Eles têm um barramento na parte traseira e uma prateleira de energia no meio, e usam uma unidade de conversão de energia redundante centralizada e um sistema de distribuição de CC no plano traseiro.

Cada componente ativo é redundante e pode ser removido e substituído sem afetar outras cargas de trabalho, de acordo com a AWS.

Os racks Outpost usam o mesmo plano de controle que os racks EC2, mas incluem um chip Nitro adicional em todos os servidores para ajudar a conectá-los à região pública da AWS.

Embora os racks de hardware incluam comutadores embutidos no topo do rack, os parceiros da AWS não vêem isso como um movimento da AWS para assumir o líder de mercado de comutadores de rede Cisco Systems ou outros fabricantes.

A AWS não está divulgando os componentes individuais usados nos racks AWS Outposts, mas todos foram exaustivamente testados e verificados pela AWS, de acordo com uma fonte próxima à empresa.

“Os clientes estão menos preocupados com os componentes de hardware individuais e mais interessados no valor que a experiência consistente da AWS e o serviço totalmente gerenciado que o AWS Outposts oferece”, disse a fonte.

Fonte: https://www.crn.com.au/news/aws-hypes-up-on-prem-services-available-at-launch-530943?

Curso EAD de Azure e AWS

Pessoal

Ao longo de 2017 e 2018 fizemos pelo menos 25 turmas de AWS e Azure entre aulas presenciais e aulas ao vivo.

Todas com muita dedicação e agora estamos lançando para uma melhor comodidades EAD.

Aproveitamos as aulas gravadas e editamos tudo que foi melhor das aulas ao vivo.

Será uma melhor comodidade para quem não é de SP.

Os valores estão promocionais.

Além da aula o aluno terá suporte nas segundas-feiras para Azure e AWS as quartas comigo mesmo.

A Tempo Real eventos como sempre parceira e nos apoiando com qualidade.

Veja a primeira hora de Azure e AWS como cortesia.

Acesse o site:

https://www.temporealeventos.com.br/aws-ead/

https://www.temporealeventos.com.br/azure-ead/

Espero que gostem.

Abracos

Cloudberry Backup LAB com S3 AWS

Olá pessoal

Semana passada comentamos aqui sobre o Cloudberry backup com Microsoft Azure.

Irei mostrar a vocês como é o conector para S3.

É bem simples.

Veja todos passos como instalar aqui nesta matéria: https://fabiosilva.com.br/2019/07/09/cloudberry-backup-para-multicloud-lab-microsoft-azure/

Eu irei criar o bucket no S3.

Imagino que você já tenha uma conta no AWS. Se não tiver siga estes passos no próprio site da AWS https://aws.amazon.com/pt/free/activate-your-free-tier-account/.

Para criação do bucket no S3 é bem simples, iremos criar no botão “Criar Bucket”.

O backup você irá criar o nome do bucket a região que será armazenado o dado dentro do bucket. Simples assim.

Próximo passo é definição de chave, mas para este processo não precisará por enquanto, pois estamos definindo como é no software de backup Cloudberry.

Mantenha sem acesso ao publico.

Obviamente nós estamos criando um ambiente de laboratório e você irá definir se precisa de mais segurança ou outros tipos métodos de segurança para acessar a pasta.

Clique em criar bucket.

Bucket criado vamos para os passos seguintes para realizar a conexão com o Cloudberry.

Imagino que você tenha já visto os passos de como fazer a instalação do Cloudberry.

Abra o software e vamos no menu de criação para AWS.

clique no menu de local para CLOUD.

De o próximo passo para escolhemos o S3 da AWS.

Iremos escolher o S3 em “Add new Storage Account”.

Iremos escolher o Amazon S3, o Glacier é exatamente igual para realizar os procedimentos. Em um próximo tópico iremos falar só do Glacier.

Veja acima que para colocar esta chave é preciso ir no IAM serviço da AWS ele vai criar um acesso e gerar a chave de acesso ao seu ambiente do S3. Preencha a chave de acesso e preencha a chave secreta. Assim que você preencher tecnicamente o software esta se conectando em uma API do S3 em um endereço https da AWS, a chave irá realizar a autenticação e encontrará todos buckets criado em sua tenant. Veja que no menu ele já acha automaticamente o bucket que criei. Mesmo assim o software já tem poder de criar direto um bucket direto sem você precisar criar la no portal do AWS.

De o OK.

Veja que temos agora o S3 conectado para uso e temos o Azure da semana passada e podemos agora fazer backup multicloud.

Daqui para frente você irá criar seu plano de backup para realizar no S3 da AWS.

Pronto depois deste processo é o mesmo processo que fizemos no Azure. O link está aqui acima e siga os passos de la.

Pessoal, espero ter ajudado nesta matéria no AWS.

Até mais.

Comparativo de serviços de CLOUD (AZURE, AWS e GCP)

Olá pessoal

Primeiro post do ano, mas com algumas atualizações e comparativos de serviços de cloud.

É dificil avaliar os serviços e comparar das clouds publicas das 3 principais clouds do mercado AWS, Azure e Google cloud platform.

Muita gente compara, mas são clouds com conceitos bem diferentes uma da outra e a forma de trabalhar também.

Eu fiz uma atualização destes serviços e fiz um infografico para analisar e desfrutar dos serviços parecidos ou concorrentes.

Espero que gostem e segue abaixo:

Quem quiser baixar em PDF comparativo-azure-gcp-aws

Leia o resto deste post

Como criar uma conta Amazon AWS?

1. Acesse o site: https://aws.amazon.com/pt/ e clique no botão “Cadastre-se”.



2. Forneça o e-mail que deseja utilizar em sua conta AWS e marque a opção “Eu sou um novo usuário”.


3. Clique no botão “Faça login usando nosso servidor seguro”.



4. Preencha o formulário com os valores solicitados, onde:

a) “Meu nome é”: seu nome completo

b) “Meu endereço de e-mail é”: seu e-mail

c) “Digite novamente”: é a confirmação do endereço de e-mail

d) “Digite uma senha”: é a sua senha de segurança

e) “Digite novamente”: é a confirmação da senha de segurança



5. Clique no botão “Criar conta”.


6. Selecione o tipo de conta (recomenda-se utilizar Conta Pessoal).


7. Preencha o formulário com os valores solicitados:

a) “Nome completo”

b) “País”

c) “Endereço”

d) Campo em branco para fornecimento de Complemento ao Endereço

e) “Cidade”

f) “Estado/província ou região”

g) “Código postal” é o CEP

h) “Número de telefone”


8. Digite o código de verificação de segurança.


9. Caso concorde com os termos descritos em “Contrato de Cliente da AWS”, aceite o Acordo do Cliente AWS, marcando a caixa em questão e seguindo adiante clicando no botão “Criar conta e continuar”.




10. Como o serviço será cobrado caso seu uso exceda o limite gratuito, você deve fornecer um cartão de crédito internacional válido para a quitação desses valores. No primeiro campo, informe o número do cartão e sua data de validade.


11. No segundo campo, forneça o Nome do Proprietário do cartão, exatamente como está impresso.


12. Selecione “Usar meu endereço de contato” para que notificações comerciais da Amazon sejam entregues no endereço cadastrado anteriormente.


13. Clique no botão “Continuar” para avançar para a verificação de identidade.




14. Na verificação de identidade, você receberá uma ligação automática no número cadastrado solicitando o PIN apresentado na tela. Assim que você preencher o formulário com o código do país e o número do telefone, um código será apresentado na tela, e deve ser digitado em seu celular durante a ligação automática. Se o procedimento for executado corretamente, seu celular estará confirmado como válido. Os procedimentos nesse passo são os seguintes:

a) Confirme se o número de telefone está correto, e clique no botão “Ligar para mim agora”.


b) Ao receber a ligação, siga as instruções, digitando em seu celular o número apresentado no campo PIN.



c) Se o procedimento for realizado com sucesso, a tela a seguir será apresentada, e você deverá clicar no botão “Prosseguir para seleção do seu Plano de suporte”.




15. Selecione um plano de suporte, onde o plano Básico é gratuito. Na tabela abaixo da tela de seleção dos planos mais detalhes sobre cada plano e suas especificações podem ser encontrados. Após selecionar o plano desejado, clique no botão “Continue”.




16. Pronto! Sua conta foi criada, e basta aguardar o processo de ativação da sua conta, que será confirmada através de e-mail.

Quadrante 2017 vs 2018 Nuvem

0 As corporações estão mudando a mentalidade sobre Cloud.

Esperam confiabilidade, escala, capacidade de manutenção e melhor suporte, não estão adotando a nuvem pública para recursos como autoatendimento, pagamento por uso, automação de acordo com o relatório do Gartner.

CenturyLink, Fujitsu, Interoute, Joyent, Rackspace, NTT Communications, Skytap e Virtustream foram retirados. Todos esses fornecedores falharam em fornecer os recursos técnicos relevantes para o Gartner, que são baseados no suporte a cargas de trabalho de produção em larga escala e de missão crítica, sejam corporativas ou nativas em nuvem.

O Amazon AWS é um líder indiscutível da nuvem pública. Sua plataforma de nuvem é madura, comprovada e confiável, tornando-se uma opção segura para empresas. Os clientes devem estar cientes do fato de que é fácil começar a usar o AWS, mas otimizá-lo para obter desempenho e o custo está se tornando cada vez mais complexo.

O forte comprometimento da Azure com os serviços em nuvem da Microsoft foi recompensado com significativo sucesso de mercado, o que a torna uma alternativa viável à AWS. A adoção do Linux e das tecnologias de código aberto da Microsoft, combinadas com o software do Azure Stack, está atraindo clientes corporativos para o Azure.

O Google Cloud finalmente chegou ao cobiçado quadrante de liderança. No entanto, tem que fechar a lacuna com os dois principais concorrentes. O fator de diferenciação do Google está em seus profundos investimentos em análise e ML

O Alibaba Cloud, antes confinado ao mercado da China, agora se qualifica como provedor global de nuvem de hiperescala, com seus centros de dados de Cingapura e Índia.

Mais informações acesse o site do gartner https://www.gartner.com/en

Valeu pessoal

Bloqueando o tráfego de um único IP na AWS

Então aqui está um tutorial rápido para bloqueio de IPS por ACL no AWS.

  1. Abra o painel de controle do VPC


2. Abra a exibição “Network ACLs”


3. Abra o editor ACL

  1. Selecione a sub-rede à qual suas instâncias EC2 ou balanceadores de carga estão conectados.
  2. Clique em “Regras de Entrada”
  3. Clique em “Editar”


4. Adicionar uma regra para bloquear o tráfego

Agora você verá o editor ACL. Na última linha, você pode adicionar uma nova regra.


Veja como você deve preencher os campos:

Regra # Use qualquer número inferior a 100, que é o número da regra de aceitar-tudo padrão. Isso é importante porque as regras são avaliadas em ordem, e sua regra precisa ser apresentada antes do padrão.
Tipo Selecione “Todo o tráfego”
Protocolo Bloqueado para “ALL”
Fonte CIDR que deseja bloquear. Para combinar um único endereço IP, insira-o aqui e adicione /32 . Por exemplo, 200.200.200.200/32
Permitem negar Selecione “DENY”

Agora, clique em Salvar e você deve ver a tabela de regras atualizadas.

Facil né? Espero que tenha ajudado

Amazon Workspace – Desktop na Nuvem

Olá pessoal

Primeiro de tudo!!!

O que é o VDI?

A infraestrutura de desktop virtual, ou VDI, refere-se ao processo de executar um desktop de usuário em uma máquina virtual hospedada em um servidor no datacenter. É uma forma poderosa de virtualização de desktop, porque permite desktops totalmente personalizados para cada usuário, com toda a segurança e simplicidade do gerenciamento centralizado.

O VDI permite que os clientes simplifiquem o gerenciamento e os custos, consolidando e centralizando os desktops enquanto fornecem aos usuários finais mobilidade e a liberdade de acessar os desktops virtuais a qualquer hora, em qualquer lugar, em qualquer dispositivo. É importante compreender, no entanto, que o VDI é apenas uma forma de virtualização de desktop.

Hoje eu vou mostrar para vocês um serviço que a AWS oferece que é o AWS Workspace. Seu desktop na Nuvem.

Imagina você acessar a sua área de trabalho de qualquer lugar e de qualquer dispositivo, sem investimento em CAPEX e Hardware, usar tudo como serviço.

O Workspace entrega tudo isso com Windows 7 e 10.

Acesse o famoso console da AWS, se autentique e na busca procure por Workspace. É bem simples De um Get Started Now.

Como eu disse o processo de ativação é bem rápido, temos 2 formas de ativação, como se fosse um WORKGROUP e o segundo avança do ele cria o serviço de diretório dentro do próprio AWS.

Iremos escolher o modo mais simples para demonstrar a vocês.

O AWS oferece varias imagens de start das versões de Windows e vamos escolher a versão obvia do Windows 10.

Escolha o usuário e se você quiser poderá criar mais um usuário. Aperte o botão Lounch Workspaces.

Va para o console e aguarde a criação da imagem.

No processo obviamente ele já cria a VPC da rede de desktops, e você pode criar a VPN para colocar seu próprio Active Directory para que você posso controlar os Desktops via GPO. Isso facilita bastante o processo. E as praticidades do AWS com snapshot das maquinas e outros serviços do AWS.

Após a criação do AWS Workspaces você estará apto a acessar.

Acesse a URL acima clientes.amazonworkspace.com e escolha a forma de acessar seu VDI. Ele permite o acesso via Windows, MAC, Linux, Android e IOS. Além de permitir o acesso via WEB através dos navegadores.

Se for via web registre o código ou pelos aplicativos. Você receberá um e-mail para informar a senha de acesso ao VDI.

Eu baixei o aplicativo para Windows e siga a sequencia de instalação

Siga a sequencia.

Você recebeu um e-mail para colocar a nova senha do VDI, coloque a senha e vamos acessar o Desktop.

Aguarde o acesso.

Permita o acesso do Aplicativo.

Pronto, você já estará acessando a área de trabalho do Windows 10 no Amazon Workspace.

Veja a rede interna que a AWS oferece através da VPC.

Abaixo a sequência para acesso via ANDROID.

Escolha no PlayStore Amazon Workspace

Achou, vamos instalar.

Instale a aplicação

Após instalar abre a aplicação.

Registre o código que recebeu para acesso ao APP.

Coloque o código

Após receber o código ele vai permitir que você coloque o usuário e senha da maquina.

Pronto, após acessar o usuário e senha você terá o acesso através de um dispositivo móvel.

Isso lhe dará uma liberdade imensa e até acesso a aplicativos legados que a sua empresa tem com Windows 7.

Este link ele te dá uma visão de preço para utilizar o Amazon Workspace https://aws.amazon.com/pt/workspaces/pricing/

Lembre-se que o uso é um serviço e seu CAPEX será transferido para o uso de OPEX. Isso da um folego grande de gestão da operação e justificar o uso de serviços sem investimento em Hardware.

Também lhe trará um ganho em gestão de licenciamento pois os licenciamentos de sistemas operacionais estão agora relacionados a OPEX.

Os custos de Capex obviamente você reaproveitará seu parque de desktops e utilizará como ThinClients com software Opersource ou até mesmo com a manutenção dos sistemas operacionais Windows sem um novo investimento.

Ou o investimento em Thinclients de baixo custo que não deixará seu Capex alto.

Eu espero que tenha ajudado e nos próximos posts eu falarei de mais de investimento em VDI.

Até a próxima.

Instancia Windows EC2 AWS.

Olá pessoal

Da série multicloud hoje irei demonstrar e passar um passo a passo de como provisionar uma máquina Windows na AWS.

Selecione o Sistema Operacional que em nosso caso o objetivo é Windows.


Escolha o tamanho da instancia que no caso escolhi no modelo free tier que garante um período de gratuidade.

Veja o período e serviços que estão em https://aws.amazon.com/free/.

E preciso criar a VPN (Rede privada Virtual), a Subnet como sequência para uso no AWS.

Após a sequência de criado de VPC e elementos de rede temos os elementos de ip e para acesso. E atribuído um ip de forma dinâmica associada a placa de rede (network Interface).

Esta sequencia e a escolha do disco EBS. No caso dou escolhido um disco SSD.

Voce pode adicionar TAG para identificar trafego e cobranca no caso se voce vende um servico ou divide servicos por departamento dentro da empresa.

Neste passo você escolhe a proteção de firewall de porta no AWS que e o serviço de security group. Neste caso liberado a porta RDS (Remote Desktop Services).

Este passo mostra todos os pontos da instancia, com a imagem da máquina, instancia, segurança, storage e a tag da máquina.

Esta parte e importante pois voce ira gerar a chave para acesso ao servidor. Voce criar a chave para acesso e faz o download

Faca o download da chave e salve na sua área de trabalho.

O provisionamento será iniciado. Aguarde a conclusão.

Maquina provisionada para acesso.

Faça o download para acesso ao servidor.

A chave de acesso que voce salvou na sua maquina

Faça o upload da chave, escolha o arquivo.

Faça o Download para acesso.

Acesse o ambiente do Windows na AWS.

Pronto o acesso ao ambiente foi concedido.

No próximo post mais AWS.

Abraços

Amazon RDS com banco de dados Mysql

Olá pessoal

 

Hoje irei mostrar um passo a passo para Amazon RDS com banco de dados Mysql.

Na busca no console do AWS faça a busca do RDS

Clique em Get Started Now

No console temos PaaS de serviços 5 banco de dados, escolheremos o MySQL.

Na primeira parte da configuração temos o tipo de engine escolhida, depois a versão do MySQL, em questão de laboratório a versão não contempla o MultiAZ como alta disponibilidade do AWS, o tipo de disco que podemos escolher o Magnetico e disco de alta performance SSD, neste caso escolhi o Magnetico. Aloquei só 5GB como laboratório.

A segunda parte é escolher o nome da instancia, usuário e senha do banco de dados.

A terceira parte é escolher a rede onde vai ficar o banco, No AWS você pode manter na sua VPC (REDE) ou se for para um ambiente WEB você pode criar uma VPC isolada.

Esta parte escolhemos o nome do banco de dados, o parâmetro da versão do banco o grupo do parâmetro da versão.
O Backup mantive o padrão de 7 dias.

Vamos apertar o botão launch DB instance para criação.

A criação é bem rápida, Clique em VIEW YOUR DB INSTANCES para acompanharmos a criação.

Após o clique podemos acompanhar vários itens do banco de dados onde ele mostra a maquina que estará por traz como plataforma. Esta maquina é gerenciada pela AWS. Durante a criação automaticamente no Endpoint é criadoo acesso externo através de liberação de porta para string de acesso ao banco de dados.

Veja a string de acesso ao banco de dados.

Através do MYSQL WORKBENCK (antigo mysql administrator) iremos acessar a string e ver se está apto a manipular os dados do MYSQL.

Coloque a string que foi liberada e faça o teste de conexão.

Pronto você está liberado para manusear tabelas, storeprocedures e outros serviços do MYSQL no AWS.

Veja informações oficiais do site da AWS.

Criando sua primeira instância RDS:

Um vídeo de introdução para RDS: https://www.youtube.com/watch?v=Kz1zmyHw9G0

O que é RDS? http://docs.AWS.amazon.com/AmazonRDS/Latest/UserGuide/Welcome.html

Introdução: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/CHAP_GettingStarted.html

Configurando o RDS dentro um VPC: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/USER_VPC.html

Práticas recomendadas de RDS: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/CHAP_BestPractices.html

FAQ: https://aws.amazon.com/rds/faqs/

Centro de conhecimento de suporte de AWS: https://aws.amazon.com/premiumsupport/knowledge-center/#Amazon_Relational_Database_Service _(Amazon_RDS)

Algumas coisas importantes a considerar:

Uma rápida introdução sobre classes de instância de DB, status: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/Overview.DBInstance.html

Como funciona o Multi-AZ? http://docs.AWS.amazon.com/AmazonRDS/Latest/UserGuide/Concepts.MultiAZ.html

Minha modificação planejada requer tempo de inatividade: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/Overview.DBInstance.Modifying.html

Tipos de armazenamento diferentes para diversos fins: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/CHAP_Storage.html

Segurança para suas instâncias de RDS: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/UsingWithRDS.html

Limites para RDS: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/CHAP_Limits.html

Depois de obter sua instância RDS configurada, confira estes links para usar o RDS para todo o seu potencial:

Monitorar o desempenho da sua instância do RDS: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/CHAP_Monitoring.html

Diferentes Estados de instância de RDS DB: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/CHAP_CommonTasks.html

Guia de RDS geral solução de problemas: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/CHAP_Troubleshooting.html

Vários registros, você pode habilitar para solução de problemas: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/USER_LogAccess.html

Usando o AWS CloudTrail com RDS para fins de conformidade: http://docs.aws.amazon.com/AmazonRDS/latest/UserGuide/USER_Auditing.html

 

Esperamos que esses recursos vão responder suas perguntas e ajudar que você a começar usando Amazon RDS. Se você tiver outras dúvidas ou preocupações, por favor em contacto connosco nos fóruns RDS:https://forums.aws.amazon.com/forum.jspa?forumID=60

Pessoal até a próxima.

Project THOR

Technical and Human infrastructure for Open Research

randieri.com

Il blog di Cristian Randieri

TEC OFFICE PRODUTIVO

Tec Office Produtivo é um grupo de treinamentos, dicas e tutorias de informática sobre aplicativos utilizados em escritórios.

GOLD RECIPES.

GOLD RECIPES.

Escadas Especiais

Projetos, fabricação e instalação de escadas em geral

Jaqueline Ramos

Devops & Cloud

Blog do Douglas Romão

MVP Office Apps and Services | Modern Workplace and Business Applications Expert