Arquivos do Blog

Provisionar maquinas virtuais através de GIT, AzureCLI e Visual Studio.

azurecli

Olá Pessoal

Na ultima WEBCAST que fiz no canal ARQGENTI eu mostrei como está o mercado tanto do lado corporativo como empresa e como anda o lado do profissional.

Muitas mudanças para os 2 lados.

Não é mais uma tendencia, é uma constatação.

O mercado está mudando, as empresas estão mudando com a transformação digital.

Leia o resto deste post

Anúncios

Softnas no Azure

Olá

Pessoal

Para quem gosta de utilizar softwares e Storages padrão igual ambiente onpremisses eu resolvi testar a instalação do SOFTNAS Cloud bem conhecido entre pequenas e médias empresas.

Softnas Cloud é um NAS Opensource usa protocolos conhecidos protocolos de bloco CIFS / SMB, NFS, AFP e iSCSI, permitindo que os clientes levantem os dados existentes para a nuvem sem uma reestruturação de aplicativos caros.

Esta versão é de teste que o Azure permite testar sem qualquer ônus. Para quem já conhece o SOFTNAS Cloud como eu faça o teste ou consulte o site do fabricante do Software.

Veja em https://azuremarketplace.microsoft.com/pt-br/marketplace/apps/softnas.softnas-cloud/

O objetivo deste Test Drive é permitir que você se familiarize mais com o SoftNAS Cloud em Microsoft Azure. Nesta unidade de teste do SoftNAS Cloud, tornamos mais fácil para você visualizar

E experimente os recursos da SoftNAS Cloud e descubra a facilidade de configurar o armazenamento comum Protocolos dentro da interface de usuário do SoftNAS Cloud.

Para fazer isso, fornecemos-lhe uma Máquina virtual de nuvem SoftNAS (VM) hospedada no Azure. Preconfiguramos um único disco, pool de armazenamento e volume provisionado como um NFS

Exportação, compartilhamento CIFS, compartilhamento iSCSI LUN e protocolo Apple File Protocol (AFP). Esta configuração poderia facilmente estendida, simplesmente adicionando mais discos, volumes e pools, para atender uma

Aplicação da organização e serviços de usuários finais. A flexibilidade da SoftNAS Cloud nos permite atender aos requisitos de um cliente, simplesmente mudando as propriedades de computação e capacidade de armazenamento. O resultado final dessa configuração parece semelhante à imagem abaixo:

Primeiro passo no Azure, entre no Site do Marketplace clique em Test Drive caso não tenha assinatura. No meu caso eu tenho assinatura mas irei usar o TEST DRIVE.

Aceite os termos do teste

Realmente demora alguns segundos para ser criado. Ele já libera o acesso com usuário e senha concedido e dura 30 dias de teste.

Acesse com o usuário e senha concedidos e o endereço informado.

Este passo quem já realizou a instalação tem alguns procedimentos do software.

Pronto, o Softnas está liberado para ser configurado para o uso.

Claro como o ambiente é de teste foi liberado pouco espaço para os testes, mas que vale a pena para quem quer utilizar de modo tradicional a nuvem e claro o Azure.

Softnas faz parte do programa TEST DRIVE no Azure, veja mais hein https://ctlabsn.blob.core.windows.net/57f32919137340839431fd9187b0e796/demo%5Csoftnas-cloud-nas%5Cartifact%5Ctutorialdocument%5Cdocument1.pdf

Pessoal, façam o TEST DRIVE que vale a pena.

Até o próximo POST.

Valeu

Openstack Day – São Paulo – 08 de Outubro

openstackday.PNG

Dia 08 de Outubro o evento mais esperado para os entusiastas de Openstack.

Agora finalmente em SP.

Você administrador, Sysadmin, Influenciador e entusiasta vá ao evento, seja cloud na veia.

ingresso

Se você não sabe o que é o Openstack veja em https://fabiosilva.com.br/2015/04/12/introducao-ao-openstack/

Vai ser o teste de fogo do evento em SP.

Estarei la e convido a vocês estarem lá.

Obrigado.

PROXMOX! O Virtualizador fácil de instalar e utilizar.

Olá Pessoal

Hoje tive uma grata surpresa de um Virtualizador muito legal.

Chama-se PROXMOX.

Fundada em 2005 a empresa Austriaca nasceu do mundo Open Source com operações de serviços de e-mail.

Os únicos investidores são os próprios clientes que apoiam a empresa e seus serviços de e-mail e virtualizador.

A Empresa é bem completa em relação a fóruns, comunidade e suporte técnico.

Eu fiz um LAB com DEBIAN no Hyper-V que ficou muito legal.

Quem está a fim de não gastar e montar seu pequeno provedor fiquei maravilhado com está maravilha de virtualizador.

Ele é baseado em Java e KVM que é o virtualizador no Linux bastante usado.

Veja que é bem simples:

Primeiro passo

Instalação do Debian:

Como LAB usei o hyper-v

Siga os passos

O Debian já é homologado para Hyper-V


Usei 1g como LAB

O foco não é a instalação do Debian

Depois de instalado o Debian vamos preparar o PROXMOX.

Dentro do Debian temos algumas alterações a serem feitas no Source List do APT.

Muita gente tem alteração de partição ou prepara de forma diferente.

Eu preparei a máquina com um HD só em LVM.

Maiores informações vejam no site do PROXMOX.

Eu uso VIM, tem gente que gosta do NANO

vim /etc/apt/sources.list
deb http://ftp.at.debian.org/debian squeeze main contrib
# PVE packages provided by proxmox.com
deb http://download.proxmox.com/debian squeeze pve
# security updates
deb http://security.debian.org/ squeeze/updates main contrib
  1. Adicione o repositório do Proxmox VE repository key
  2. De um update do apt-get

wget -O- “http://download.proxmox.com/debian/key.asc” | apt-key add –

aptitude update

aptitude full-upgrade

Instale Proxmox VE Kernel

aptitude install pve-firmware

aptitude install pve-kernel-2.6.32-19-pve

Reinicie o computador e certifique-se de selecionar o Proxmox VE Kernel sobre o carregador de inicialização (Grub2).

reboot

Opcional – instale Kernel:

aptitude install pve-headers-2.6.32-19-pve

Instale os pacotes do Proxmox

Certifique-se de que você está executando os Proxmox VE Kernel, caso contrário, a instalação falhará.

Verifique o Kernel atualmente ativo:

uname -a

Linux 2.6.32-19-pve …

a. Instale os pacotes do Proxmox
b. Configure pve-redirect do apache2
c. restart o apache

aptitude install proxmox-ve-2.6.32

a2ensite pve-redirect.conf

/etc/init.d/apache2 restart

Instale o resto pacotes necessários:

aptitude install ntp ssh lvm2 postfix ksm-control-daemon vzprocps open-iscsi

Aceite a sugestão para remover Exim e configurar postfix de acordo com a sua rede.

Conectar-se à Proxmox VE interface web

Conecte-se à interface de administração web (https: // seuEndereçoIP: 8006) e configurar o vmbr0 e rever todos os outros ajustes, finalmente reiniciar para verificar se tudo está funcionando conforme o esperado.


Dica: Tenha o java instalado

Opcional: estações de trabalho do desenvolvedor com Proxmox VE e X11

Proxmox VE é usado principalmente como plataforma de virtualização com nenhum software adicional instalado. Em alguns casos, faz sentido ter um desktop completo em execução no Proxmox VE, por exemplo, para desenvolvedores que usam Proxmox VE como sua principal estação de trabalho / área de trabalho.

Por exemplo, basta instalar área de trabalho lxde:

  aptitude install lxde libcurl3

Certifique-se de network-manager não é usado, o mais PVE-cluster não será iniciado

  purga de aptidão network-manager

Para obter um navegador moderno, o Google Chrome é uma boa idéia – baixar o 64-bit Chrome do Google, também instalar o Oracle (Sun) Java, consulte Java_Console_ (Ubuntu)

Veja também vídeos sobre PROXMOX.

http://www.proxmox.com/en/training/video-tutorials/item/install-updates

Leia mais: Web: http://www.proxmox.com
Wiki Proxmox VE: http://pve.proxmox.com/wiki

Roteiro: http://pve.proxmox.com/wiki/Roadmap
Fórum Comunitário de Apoio: http://forum.proxmox.com
Daniela Hasler, Proxmox Servidor Solutions GmbH
daniela@proxmox.com
Siga-nos no Google+: https://plus.google.com/+proxmox

Comentário: Sensacional!!!


Cloud Treinamentos – Linux no Azure

Olá Pessoal

Divulgando antes do lançamento dos cursos em Cloud Treinamentos estamos disponibilizando videos com pequenas demonstrações das tecnologias.

Não esqueça de acessar o Blog do Cloud Treinamentos em http://www.cloudtreinamentos.com.br/blog

Espero que gostem.

Novidade em treinamentos em Cloud

Olá pessoal, estive 2 anos como palestrante voltado em Cloud e recentemente fui convidado a lecionar cursos voltados para Cloud.

É com muita alegria que apresento o Cloud Treinamentos, cursos voltados para are de computação em nuvem.

cloudtreinamentos

Serei um dos instrutores do curso apresentando Azure e Google Cloud.

Em breve estaremos oferecendo.

Veja nosso canal no Youtube

https://www.youtube.com/channel/UCp3V_2F4l8_2moPPmSx6vng

O site do Cloud Treinamentos

^26E44A1FCC78E2406212E93BACFEA99B79512C0C750EC8BE5F^pimgpsh_fullsize_distr

https://www.cloudtreinamentos.com.br

 

 

Conacloud 2015

Pessoal

Este ano eu irei palestrar sobre Nuvem Azure que está cheia de novidades.

cona3

O Conacloud é um evento muito democrático que te da uma semana cheia de recursos técnicos de eventos do tema Cloud por uma semana e gratuito. De 09 a 13 de Novembro de 2015

cona2

Se inscreva no site http://www.conacloud.com.br e não perca as palestras.

cona1

cona

Agradecimento ao convite do Sandro organizador do evento.

Valeu.

O dólar e a nuvem e seus gastos internos e externos

Em tempos com o dólar chegando a R$4,20 o preço de serviços de nuvem nos principais players de mercado dispararam.

O brasileiro da área de TI tanto de operação como de desenvolvimento é mal-acostumado e não pensa em monitoramento de datacenter para desligamento e ligamento de máquina com Wake On Lan.

Na nuvem é exatamente a mesma coisa, só que com um adendo, a máquina é cobrada por hora e em dólar.

Muitas empresas estão migrando para soluções hibridas mesclando com sistemas mais leves na nuvem e soluções robustas onpremisses.

É uma tendência já debatida e que neste momento é válida com a alta do dólar.

Se você não abre mão da nuvem tenha em menta algumas soluções que vai deixar seu bolso sorrindo:

Desenvolvedores, DevOps:


– Desenvolver em ambiente Qa e homologação ficar atendo do uso aos horários de trabalho.

– Ficar atendo aos algoritmos desenvolvidos com a mais pura rapidez e fluidez voltada para a nuvem.

– Conhecer componentes e APIS que ajudem a ter pouco trafego ou o mínimo de trefego de rede.

Sysop, infra-estrutura:


Automatizar o ambiente até de produção com sistemas que desligue as maquinas ou diminua o consumo de processamento e memoria facilitando a elasticidade.

A maioria das maquinas de Homologação, Desenvolvimento e QA (Quality Assurance) não tem necessidade de ficar ligada em determinados horários como a noite.

Temos outras maneiras de diminuir os custos com Conjunto de disponibilidade como em determinado momento se a máquina não estiver com processamento usando e memoria diminuir também o tamanho dela. Neste caso se a máquina for de produção e não for desligada.

Para comparar como você gasta dentro ou fora da empresa nós temos as calculadoras dos principais players de mercado e as maquinas que você tem como mente para usar na nuvem.

No Azure: https://azure.microsoft.com/pt-pt/pricing/calculator/

A Calculadora do Azure está bem completa e atualizada dividida por tópicos e você terá uma previsão como consumidor dos seus gastos antes de comprar.

No Amazon: http://calculator.s3.amazonaws.com/index.html

O amazona tem também a sua Calculadora que também te da uma previsão de gastos na sua nuvem.

Na Softlayer: http://www.softlayer.com/pt-br/virtual-servers

Na Softlayer também tem a calculadora que é bem simples e completa, mais fácil que os outros.

Mas e na sua rede, como você faz? Você sabe como fazer, tem em mente os gastos de servidores. Pensa que é fácil? Não tem a visão total ?

Eu montei uma planilha já homologada para uso que calcula de forma geral o custo de sua maquina ligada te dando um valor mensal estimado de custo interno.

Pode ser baixado neste link http://1drv.ms/1jqR5Wp

Este exemplo tem os maiores elementos para um gasto de um servidor onpremisses e você ter um parâmetro se é melhor manter na nuvem ou dentro de casa.

Não abranjo link de internet pois na nuvem também os gastos com trafego varia de nuvem para nuvem contratada e pode ser comparado uma visão financeira a parte, mas que também não pode passar desapercebida.

Os elementos que estão sendo abordados acima incluem também o profissional que está usando a máquina no que também compõe o valor da máquina, energia elétrica, preço do volume de backup, dos elementos que constituem o backup, Storage e sua volumetria usada.

Se você não tinha uma visão veja está maquina acima ela conta com todos elementos que uma empresa tem. O Valor da hora dela ligada está em R$10,45 e foi feita com base em uma máquina real.

Neste post eu estou inserindo um elemento que ninguém ainda não tem como visão que são os gastos internos, e quando olham o valor da nuvem, não tem em mente ou visão global do quanto o gasto de máquina em uma rede é também alto dentro de uma corporação.

O que mais pega são os gastos invisíveis.

Se você tem dúvidas por favor pode me contatar e espero que com este tópico ajude alguma equipe que queira realizar pesquisa de preço hibrido, nuvem ou local.

Abraços.

Cloudberry backup com Openstack

Como disse anteriormente o Cloudberry tem total compatibilidade com multinuvem, e eu estou dando ênfase agora com o Openstack.

O Cloudberry é uma ferramenta além de barata e eficiente caso você esteja em uma nuvem hibrida com o Openstack, fez a união do útil ao agradável.

O Openstack é a Cloud do momento e o custo que você teria para a contratação do Cloudberry e Openstack é um casamento perfeito, barato e eficiente.


Total compatibilidade com Openstack

A partir de MBS versão 4.0 do cliente , oferecemos um suporte completo para OpenStack e para armazenamentos OpenStack – compatíveis.

Este post explica como adicionar esses armazenamentos à lista de armazenamentos de que seus usuários podem executar um backup

Você pode selecionar o armazenamento OpenStack compatível como um armazenamento principal ou pode adicioná-lo como uma conta de armazenamento adicional. Dependendo da sua situação , leia uma das seguintes partes deste artigo :

Selecting OpenStack-compatible Storage as the Main Storage after Signing up to MBS,
Adding OpenStack-compatible Storage as an Additional Storage Account.

Acesse a área de administração web do Cloudberry, selecione a nuvem Openstack


2. Clique em Next.

3. Siga os outros passos do assistente para concluir a configuração de armazenamento.
						

.

Adicione armazenamento com openstack comptivel com uma conta.

1. Siga as instruções 1 e 2 para conexões de múltiplas contas.

2. Depois disso , no passo 3 do tópico de ajuda MBS mencionados selecione " OpenStack " na lista de contas de armazenagem.

.


2. Prossiga com a “várias contas de armazenamento Support” tópico MBS Ajuda a partir do passo 4 de “Adicionando uma nova conta de armazenamento”

Importante: Certifique-se de que ou “Permitir opção de atualização automática” na guia “Rebranding” estiver ativado, ou que seus usuários tenham atualizado seus clientes de backup.

Lembrando que este laboratório foi feito em um notebook com Ubuntu e Devstack.

Feito em um nó só a caráter de Lab.

Será aplicado futuramente em um ambiente de produção já adquirido com um cliente.

As 2 ferramentas excelentes.

Espero que gostem do post.

Microsoft quer comprar empresa de cibersegurança israelense por US$ 230 milhões | INFO

http://info.abril.com.br/noticias/mercado/2015/07/microsoft-quer-comprar-empresa-de-ciberseguranca-israelense-por-us-230-milhoes.shtml