Paris – O canal francês “TV5 Monde” foi invadido em grande escala nesta quarta-feira por hackers jihadistas supostamente integrantes do grupo Estado Islâmico(EI), segundo informou a própria emissora.

“O site e as antenas da “TV5 Monde” sofrem neste momento um ataque virtual de grande dimensão. Nossas equipes estão trabalhando nisso”, afirmou o canal, transmitido para 200 países, pelo Twitter.

As transmissões da emissora foram interrompidas, conforme confirmou o diretor-geral, Yves Bigot, e até o momento não foi possível restabelecer seu funcionamento normal.

Através da conta oficial do “TV5 Monde” no Facebook, os hackers começaram a divulgar informações pessoais e dados sobre supostos militares e profissionais do porta-aviões francês Charles de Gaulle, envolvido nos bombardeios contra o EI no Iraque.

Além disso, o canal alertou que podem ter sido criadas contas falsas do canal nas redes sociais, que divulgam propaganda jihadista.

Os hackers criaram um perfil do “TV5 Monde” na rede social Google+, no qual aparece uma imagem de um jihadista junto ao emblema do EI e a mensagem “Je suIS IS” (Eu sou o EI, em francês), em alusão ao slogan “Je suis Charlie” popularizado após o massacre contra a sede da revista “Charlie Hebdo”. A mensagem é assinada como “Cibercalifado”.

Outra mensagem postada nas redes sociais do canal diz que os soldados franceses têm a oportunidade de salvar suas famílias e criticam o “erro imperdoável” do presidente francês, François Hollande, por enviar tropas para enfrentar o Estado Islâmico.

Os autores também reivindicam os “presentes de janeiro”, em referência aos atentados contra a “Charlie Hebdo” e o mercado judeu, e dizem que estão “investigando” os parentes dos militares franceses.

A diretora do “TV5 Monde”, Hélène Zemmour, afirmou pelo site do canal que trata-se de um “ataque histórico e de grande dimensão, nunca visto em 30 anos”.

“O ataque começou pouco depois das 22h (17h em Brasília) nas redes sociais e rapidamente nosso sistema informático caiu, assim como todas as nossas antenas mundiais”, explicou.

Zemmour acrescentou que será difícil restabelecer a situação porque os hackers atacaram o sistema interno da emissora.

Com sede em Paris, o “TV5 Monde” foi criado em 1984 e chega a mais de 257 milhões de residências em mais de 200 países, sendo a segunda emissora mais difundida da televisão, atrás apenas da americana “MTV”.