Arquivo da categoria: Microsoft

Apache Guacamole

Olá pessoal.

Estava procurando informações sobre desktop, VDI, VDA, acesso remoto com inteligência, Desktop como serviço e alternativas mais acessíveis para meus clientes.

Me deparei com esta excelente ferramenta. O Projeto excelente chamado Apache Guacamole.

O nome não soa legal em uma visão corporativa, mas quando você instala e configura tudo isso apaga.

O Apache Guacamole é um gateway de desktop remoto sem cliente. Ele suporta protocolos padrão como VNC, RDP e SSH.

É sem cliente porque nenhum plug-in ou software cliente é necessário. Graças ao HTML5, uma vez que o Guacamole é instalado em um servidor, tudo que você precisa para acessar seus desktops é um navegador da web.

Veja o modelo instalei e que criei no Azure abaixo:

Como o cliente Guacamole é um aplicativo da Web HTML5, o uso de seus computadores não está vinculado a nenhum dispositivo ou local. Contanto que você tenha acesso a um navegador da Web, você terá acesso às suas máquinas.


Os desktops acessados ​​através do Guacamole não precisam existir fisicamente. Com o Guacamole e um sistema operacional de desktop hospedado na nuvem, você pode combinar a conveniência do Guacamole com a resiliência e a flexibilidade da computação em nuvem.

Fonte livre e aberta

O Apache Guacamole é e sempre será um software livre e de código aberto . Ele é licenciado sob a Licença Apache, Versão 2.0 , e é mantido ativamente por uma comunidade de desenvolvedores que usam o Guacamole para acessar seus próprios ambientes de desenvolvimento.

Construído em uma API bem documentada

O Apache Guacamole é construído com base em sua própria APIs, que são documentadas detalhadamente , incluindo tutoriais básicos e visões gerais conceituais no manual on – line . Essas APIs permitem que o Guacamole seja totalmente integrado a outras aplicações, sejam elas de código aberto ou proprietárias.

Aqui no Brasil ainda não é muito difundido.

Sua interface é bem simples


Totalmente baseado em HTML5

Esta é uma demonstração oficial do site de uso do Guacamole.

Esta é uma demonstração que fiz que esta neste link.
https://1drv.ms/v/s!An-dPolj_Ee_hdc1qLvHHCudRXaFmw

Este eu fiz no Azure e integrei com o Office 365 através do AIP para acesso condicional.
Veja a arquitetura do ambiente.

 

O guacd

O guacd é o coração do Guacamole que carrega dinamicamente o suporte para protocolos de área de trabalho remota (chamado de “plug-ins de cliente”) e os conecta a áreas de trabalho remotas com base nas instruções recebidas do aplicativo da web.

O guacd é um processo daemon que é instalado junto com o Guacamole e é executado em segundo plano, escutando as conexões TCP do aplicativo da web. O guacd também não entende nenhum protocolo de desktop remoto específico, mas implementa apenas o suficiente do protocolo Guacamole para determinar qual suporte de protocolo precisa ser carregado e quais argumentos devem ser passados para ele. Uma vez que um plugin do cliente é carregado, ele é executado independentemente do guacd e tem controle total da comunicação entre ele e o aplicativo da web até que o plugin do cliente seja encerrado.

O guacd e todos os plug-ins do cliente dependem de uma biblioteca comum, o libguac, que torna a comunicação via protocolo Guacamole mais fácil e um pouco mais abstrata.

Para instalar é bem simples.

Segue o processo de implantação oficial do Apache Guacamole Servidor em outro sistema Linux, que não seja o Ubuntu, recomendo usar a documentação oficial como referência de instalação.

Para fazer download do script de instalação no Ubuntu 16.04:

wget https://raw.githubusercontent.com/MysticRyuujin/guac-install/master/guac-install.sh

Conceder permissão de execução:

chmod +x guac-install.sh

Executar script:

sudo ./guac-install.sh

O basico para instalação após o acesso é acessar URL http://IP:8080/guacamole – com usuário e senha padrão guacadmin

001.PNG

No menu de connection você pode inserir o desktop ou servidor que você quer acessar.

002

É só inserir um nova conexão RDP, SSH ou VNC para que você possa acessar via browser e montar seu próprio ambiente.

0021

As configurações são bem simples para acesso via web.

Mas ele tem configurações para impressoras, armazenamento em resumo.

005

Este é o menu de preferencias.

AZURE.

Eu fiz uma instalação no Azure através do git.

Em resumo foi uma maquina para o Guacamole e outra maquina Windows 10 Enterprise para acessar via Browser.

006

 

12Veja a Matrix dentro da Matrix.

 

Veja neste links.

https://github.com/silvapfabio/azure-quickstart-templates

https://azure.microsoft.com/en-us/resources/templates/guacamole-rdp-vnc-gateway-existing-vnet/

Fiz algumas alterações no arquivo .json ao meu “paladar” claro, mas é bem simples.

Dando as honras para o Gabriel Nepomuceno que foi um orientador.

Embreve irei mostrar funcionando no RaspberriPy como um Thinclient para acesso via web com Guacamole e outros protocolos como Citrix e RDP.

Independente ele funciona em qualquer ambiente cloud como AWS e também local.

Eu espero que tenha gostado.

Até mais

 

 

Projeto Honolulu – Gestão do Windows via web.

20180324_153614910216901548475097.jpg

Você terá a capacidade controlar totalmente a infraestrutura do servidor, permitindo que você os gerencie de qualquer lugar com o Microsoft Edge ou o Google Chrome. Vamos seguir passo a passo para implementá-lo.

O Projeto Honolulu ainda está em pré-visualização técnica (mas em breve!), Aqui estão as suas capacidades atuais:

  • Exibindo recursos e utilização de recursos
  • Gerenciamento de Certificados
  • Visualizador de eventos
  • File Explorer
  • Gerenciamento de Firewall
  • Configurando usuários e grupos locais
  • Configurações de rede
  • Exibindo / finalizando processos e criando despejos de processo
  • Edição do Registro
  • Gerenciando os Serviços do Windows
  • Ativando / desativando funções e recursos
  • Gerenciando VMs do Hyper-V e Comutadores Virtuais (Que vida)
  • Gerenciando Armazenamento
  • Gerenciando o Windows Update

Existem 3 opções para implantar o Microsoft Project Honolulu da seguinte forma:

101017_2308_STEPBYSTEPI2

Eu vou usar a opção 2 para implantar o Microsoft Project Honolulu. Projeto Honolulu requer recursos PowerShell que não estão incluídos no Windows 2012 e 2012 R2 Server, você precisa seguir as etapas para instalá-lo se você estiver usando o Windows 2012 e Windows 2012 R2 como um gateway de projeto Honolulu ou nó gerenciado.

Para Windows Server 2016 não requer os pacotes pois já fazem parte.

Este LAB é com Windows Server 2016.

Registre e baixe o software do Projeto Honolulu no seguinte link:

https://www.microsoft.com/pt-br/evalcenter/evaluate-windows-server-honolulu

honolulu01

3. Faça logon no servidor gateway.

4. Abra o PowerShell e execute o cmdlet a seguir para garantir que o Windows Management Framework 5 ou superior seja carregado.

honolulu02

Vamos instalar?

honolulu03

Na instalação ele vai gerar um certificado temporario a você ou se você tiver um certificado valido já pode instalar direto.

Certifique se a porta 443 é a ideal para você acessar de fora da sua rede, geralmente para acesso de fora usam NAT ou outra porta.

Aqui irei manter a porta 443.

honolulu04

Prossiga com a instalação

honolulu05

Como estamos com uma maquina virtual no Azure libere para acesso externo no NSG (Network Security Group).

honolulu06

Porta liberada vamos la

honolulu07

Finalizado a instalação vamos as configurações.

Você vai acessar https://localhost ou http://127.0.0.1 ou https://iplocaldamaquina

Para instalação via Powershell:

msiexec /i <HonoluluInstallerName>.msi /qn /L*v log.txt SME_PORT=<port> SSL_CERTIFICATE_OPTION=generate

Com certificado próprio:

msiexec /i <HonoluluInstallerName>.msi /qn /L*v log.txt SME_PORT=<port> SME_THUMBPRINT=<thumbprint> SSL_CERTIFICATE_OPTION=installed

honolulu08

Que lindo já esta no ar.

 

honolulu09

Liberamos a porta 443 no Azure, de fora ele pedira autenticação oviamente pelo administrador local cadastrado na instalação do Windows.

honolulu10

Veja que só tem a maquina que eu instalei, mas é possivel como server manager gerenciar as maquinas da sua rede ou datacenter.

Realmente a Microsoft se superou com o Porjeto Honolulu.

Para Windows Server 2012 tem alguns passos a mais

  1. Faça o download e instale o WMF 5.1 para o Project Honolulu Gateway ou o nó gerenciado (é necessário o servidor de reinicialização).

Faça o downloads do pacote abaixo para que instale o pacote do honolulu https://www.microsoft.com/pt-br/download/details.aspx?id=54616

 

honolulu11

Para acessar a maquina ele irá pedir as credenciais. Se você tiver Domain Controle, faça a autenticação com o usuário do domínio.

honolulu12

Veja que praticamente o que você fazia via RDP via web você fará com muita facilidade.

Eu vejo que uma das grande vantagens é gestão de maquinas do Hyper-V, tudo isso via Web.

Um projeto legal é instalar um servidor com Honolulu e ele ser o JumpServer por Network ou por barramento de network. Isso melhora a segurança dos acessos e a concessão mais centralizada.

Em compliances de auditoria e segurança da informação melhora as não conformidades pois você não acessara o servidor no sistema operacional.

honolulu13

Veja do que o Honolulu é capaz.

Pessoal espero que eu tenha contribuído com as comunidades com este post.

Não esqueçam do MVPConf dia 06 e 07 de Abril aqui em https://www.mvpconf.com.br/

 

 

 

Microsoft MVP Conference – #mvpconf

Olá pessoal,
Nos dias 6 e 7 de Abril desde ano, acontecerá na UNIP Taubaté São Paulo o maior evento presencial de experts Microsoft do Brasil – www.mvpconf.com.br, vou tentar enumerar as 5 razões de qualificar como o maior evento de expects e impulsar sua curiosidade para realizar sua inscrição agora:

1. Da comunidade para a comunidade técnica: Primeiro evento técnico presencial organizado por MVPs do Brasil – ainda não sabe o que é MVP? dá uma clicada aqui;

2. Networking: São mais de 70 MVPs do Brasil envolvidos nesse evento, teremos 7 profissionais da Microsoft no Keynote. Já imaginou se conectar pessoalmente com todos presencialmente? Veja quem são:

KEYNOTES:

image

PALESTRANTES:

Palestrantes_mvpconf

3. Ajudar o próximo diretamente: Talvez seja, se não o primeiro evento com taxa de inscrição 100% doada para APAE que você participa diretamente com sua contribuição;

4. Dev e Infra no mesmo evento: São 10 diferentes trilhas, você poder interagir com profissionais de diferentes áreas de atuação. Essa é a transformação digital que todas as empresas estão buscando, como falar com desenvolvedores, profissionais de IT e entender como sinergia dessas áreas em Cloud é fundamental;

palestras_blog

5. Sério que você ainda precisa de uma 5ª razão? ok, a 5ª razão é ‘UP na sua carreira’, pense na sua carreira e o quão é importante o aprendizado constante + razão n.2  – foi em eventos assim que eu comecei minha jornada e você como começará a sua?;

FAÇA SUA INSCRIÇÃO PELO SYMPLA: https://www.sympla.com.br/microsoft-mvp-conference__246657

Post gentilmente cedido pela MVP Sara Barbosa em https://sarabarbosa.net/2018/03/20/microsoft-mvp-conference-mvpconf/

2018 vem ai

Olá pessoal

2018 vem aí. 2017 foi intenso e prazeroso. Quero agradecer aos quase 2000 assíduos, os mais de 100Mil views e acessos, frequentadores dos grupos, blogs, fanpage, redes sociais, palestras, cursos e parceiros que disseminamos Microsoft Azure, Office 365 e Cloud Computing.

Sem vocês a disseminação, a passagem de conhecimento não aconteceria.

O conhecimento precisa ser passado.

Cloud Computing Brasil https://www.facebook.com/ccomputingbrasil/

Microsoft Brasil não oficial https://www.facebook.com/groups/microsoftbr/

Linux ABC https://www.facebook.com/groups/linuxabc/

Meu Perfil https://www.facebook.com/fabiosilvacloud/

Grupo Azure Brasil

https://www.facebook.com/groups/azurebrasil/

YouTube

https://www.youtube.com/channel/UCqxKrvBO23tA81PQiIlkP4Q

LinkedIn

https://www.linkedin.com/in/silvapfabio

Perfil MVP

https://mvp.microsoft.com/en-us/PublicProfile/5002105

Aos parceiros ChurropsOnDevops TIEspecialistas BlogUOL Diveo Fabio FOL Arqgenti

Ser MVP antes de tudo é ser comunidade e ajudar a disseminação do conhecimento.

F e l i z N a t a l e 2 0 1 8 P r o s p e r o

MVP Awards

Consegui com muito esforço o título de MVP contribuindo com a comunidade Microsoft principalmente.

Agradeço a todos que dê alguma maneira direta e indireta esteve acompanhando meu blog, Facebook e outras mídias. 

E no mais estarei sempre contribuindo o crescimento de todos.

Happy 1 year Windows 10

Windows10-Anniversary-Ninjacat.gif

Azure Cloud Switch – A Distro Linux da Microsoft

Eu trabalhei e ainda trabalho não de forma direto com distribuições linux e aprendi muito, mas muito conhecendo e navegando em distribuições linux.

micrsoft-linux-distro

Eu compreendo até melhor Microsoft hoje graças ao conhecimento que adquiri em linux, como distribuições Red Hat, Debian, Suse, Ubuntu e outras em larga escala de trabalho em Datacenter.

Mas eu nunca ia dizer que a Microsoft iria anunciar sua própria distribuição linux. Azure Cloud Switch, isso mesmo a Distro Linux da própria Microsoft.

Muitos aficionados irão entortar ou fazer cara feia e também profissionais Microsoft irão entortar o pescoço com o famoso preconceito ou outro corporativismo.

Pessoal sem preconceito, hoje o mundo da informatica mudou muito e esta muito convergente, o profissional que aprende os 2 lados tem uma vantagem grande no mercado. Vai por mim, eu sou experiencia disso.

A plataforma desenvolvida não irá atingir o consumidor final, só corporações.

A razão maior é por causa dos hardwares como CISCO, HP, AVAYA, Juniper estarem altamente caros e os serviços de Claud obviamente sairiam muito caros.

Para baratear “Linux na cabeça” desenvolveram a plataforma de SWITCH para nuvens hibridas e melhoria de performance e trafego mais rápido com distro linux. Ainda não descobri a plataforma, mas devem estar desenvolvendo em plataformas homologadas como Suse já que a plataforma REDHAT ainda não está homologada no Azure, mas roda lindamente o CENTOS.

A Arquitetura segue abaixo:

109303.181701-Azure-Cloud-Switch

Não diferente de outras empresas o Facebook tinha um contrato gigante com Hardwares CISCO e também trocou e desenvolveu o seu próprio switch reduzindo em mais de 1Bilhão em custos com hardwares com terceiros.

Veja a matéria na integra: http://www.computerworld.com.pt/2014/06/19/facebook-desenvolve-o-seu-proprio-switch-para-centro-de-dados/

No site do Facebook o projeto é aberto: https://code.facebook.com/posts/681382905244727/introducing-wedge-and-fboss-the-next-steps-toward-a-disaggregated-network/

As grandes também querem economizar para oferecerem serviços de qualidade, com convergencia de desenvolvimento, pois há muitas linguagens de programação ricas e se não andar junto no mercado também os grandes ficam para traz.

Isto é uma excelente iniciativa das grandes de reconhecerem que o linux não é daqueles adolescentes aficionados e sim de engenheiros inteligentes.

Fica a dica, preconceito entre geeks também existe mas isso está mudando.

Espero que gostem.

Abraços

Azure RemoteApp totalmente nuvem (Cloud Collection)

Olá pessoal

Este post eu vou repassar conhecimento sobre Azure RemotApp agora na versão totalmente Nuvem.

Já é uma realidade Desktop como Serviço aqui no Brasil e como Citrix XenRemoteApp, Vmware View, o próprio RemoteApp Onpremissess da Microsoft e agora o Azure RemoteApp

Na versão anterior eu postei a versão hibrida.

Veja link da versão hibrida https://fabiosilva.com.br/2015/06/10/passo-a-passo-para-integracao-do-active-directory-azure-com-ad-azure-office-365-e-active-directory-local-e-uso-do-remote-app-para-daas-com-cloud-hibrida

Algumas ressalvas ao site do Azure para versão hibrida a imagem demora de 2 a 4 horas para finalizar.

Pelo menos na época que criei demorou este tempo.

Na versão Cloud está dentro do que eles mencionaram de até 25 minutos.

 

O processo inicial é o mesmo detalhe para escolha da máquina já com serviço de RDS.

 

Aguarda o provisionamento (instalação) da maquina virtual.

 

Finalizado o provisionamento iremos acessar a máquina virtual para instalação da aplicação alvo.

 

Provisionamento finalizado.

 

Acessamos a máquina virtual para as instalações.

 

O Acesso a máquina virtual como explicado anteriormente temos que rodar o Sysprep, na primeira versão que eu instalei não tinha o atalho para rodar o sysprep, a nova versão da imagem já tem e facilita o administrador.

 

Rodando Sysprep, a máquina automaticamente será desligada.

OBS: muitos administradores se confundem e ligam novamente a maquina virtual. Não ligue se não terá que começar o processo de criação da imagem novamente.

 

Algumas falhas acontecem do item mencionado acima a imagem tem que sumir e ficar no seu portfólio de imagens e neste caso a máquina fica parada.

 

Veja que ela está apta para provisionar para RemoteApp.

 

Configure a máquina virtual para preparar para RemoteApp

Finalizada a preparação.

 

A Imagem sendo provisionada para ativação no RemoteApp.

 

Lembrando que demora 25 minutos no caso de Cloud Collection.

 

Importar do diretório de imagens para ativação

 

Imagem aparecendo estamos aptos a ativar no RemoteApp

 

Item provisionando

 

Item provisionado e apto.

 

Quando você for realizar a criação a imagem irá aparecer na lista do RemoteApp, escolha o pais e criar a collection.

 

Continuidade da criação.

 

Iniciando a coleção de aplicações.

 

Neste item os 2 primeiros itens são as configurações das escolhas das aplicações a serem virtualizadas no RemoteApp.

 

Aplicação virtualizada vamos acessar o RemoteApp. O site para instalar a aplicação é https://remoteapp.windowsazure.com

 

Baixe a aplicação

 

Instale a aplicação RemoteApp

Aplicação instalada acesse com os usuários liberados.

Autentique com o usuário

 

Dependendo da conta utilize o usuário do AD Azure ou seu usuário de account Microsoft.

 

 

 

 

Pronto, você está apto a utilizar as aplicações provisionadas para RemoteApp.

 

Agradeço o apoio e ao projeto o Flavio Henrique da Wansecurity do Rio de Janeiro.

 

Espero que tenham gostado.

 

 

 

 

 

 

 

5 motivos para você experimentar o Microsoft Edge agora mesmo

http://www.tecmundo.com.br/microsoft-edge/84443-5-motivos-voce-experimentar-microsoft-edge-mesmo.htm

Microsoft quer comprar empresa de cibersegurança israelense por US$ 230 milhões | INFO

http://info.abril.com.br/noticias/mercado/2015/07/microsoft-quer-comprar-empresa-de-ciberseguranca-israelense-por-us-230-milhoes.shtml

randieri.com

Il blog di Cristian Randieri

TEC OFFICE PRODUTIVO

Tec Office Produtivo é um grupo de treinamentos, dicas e tutorias de informática sobre aplicativos utilizados em escritórios.

Escadas Especiais

Projetos, fabricação e instalação de escadas em geral

Jaqueline Ramos

Devops & Cloud

Blog do Douglas Romão

MVP Office Servers and Services | Especialista .NET/SharePoint

Thiago Lúcio - Desenvolvimento Web/ Web Designer

Blog de Thiago Lúcio Bittencourt. Web Designer e Desenvolvedor Front-end.

🔵Fábio FOL

Gestão Estratégica Corporativa de uma forma Executiva e Prática